Guia Fundos de Investimento – Introdução

Investir

Guia Fundos de Investimento – Introdução

3 min Partilhar 12 de Março, 2010

Search
Generic filters
Exact matches only
fundos de investimento

Actualmente poucos são os clientes bancários que ainda não ouviram falar sobre Fundos de Investimento. Provavelmente a grande generalidade dos clientes já foram abordados pelos seus gestores de conta para subscreverem tais produtos.

É precisamente por este motivo que é importante falar um pouco sobre Fundos de Investimento, no sentido em que para alguns clientes poderá não ser novidade e até já estão familiarizados com este tipo de investimento, mas para outros, os Fundos de Investimento são produtos novos, complexos e por vezes de difícil compreensão.

No meu dia-à-dia enquanto bancário, sou muitas vezes confrontado por desabafos de clientes que subscreveram Fundos de Investimento desconhecendo totalmente as características dos mesmos e obtiveram experiências  desagradáveis. Na verdade, isto não é nada de novo, com regularidade são propostas novas opções de investimento aos clientes anunciando rentabilidades superiores quando na verdade essas rendibilidades dependem de diversos factores que as influenciam grandemente.

Todavia, com o acompanhamento da série de artigos relativos a este tema irá ser capaz de efectuar um rápido backup a todo o seu conhecimento financeiro sempre que ouvir a palavra Fundo de Investimento, ou sempre que lhe proporem possibilidades de investimento com rentabilidade superiores ao que o mercado oferece para produtos de poupança comuns.

Fundos de Investimento e os seus Objetivos

Está claro que a existência de Fundos de Investimento possui um objectivo claro para as Entidades Gestoras e para o clientes que os adquirem.

Este objectivo é claro para a Entidades que resulta na captação de fundos para o investimento em activos de risco ou de risco reduzido em grande escala, reduzindo assim custos e aumentando a diversidade e consequentemente a probabilidade de rentabilidade. No que toca aos clientes, o objectivo é possibilitar o acesso a opções de investimento que seriam de alguma forma impossível de o fazer caso fosse individualmente. A ideia é simples, como por exemplo, caso pretende-se constituir uma carteira de acções diversificadas necessitava de algum capital disponível para adquirir e diversificar o seu portfólio de forma a diminuir risco e aumentar a probabilidade de ganhos. Esta diversificação iria originar custos consideráveis que poriam em risco a potencial rentabilidade.

Razões para Subscrever os Fundos de Investimento

Existem diversas razões para comprar Fundos de Investimento, contudo a razão mais importante resume-se ao simples facto de que o cliente pode comprar participação de uma importante estratégia de investimento, planeada e organizada por uma entidade ou gestor onde o seu principal objectivo é ganhar dinheiro com a gestão do Fundo.

Assim sendo, construir e manter um portfolio de investimento diversificado, dispor de tempo para o gerir e acompanhar todos os indicadores do mercado que poderão influenciar directa ou indirectamente a rentabilidade desse portfolio, possuir a experiência e o know how suficiente para o acompanhamento e determinação atempada de estratégias de investimento, estar sujeito ao risco de investimentos complexos, não é tarefa simples e a generalidade dos clientes não possui tais capacidades para individualmente efectuar todos estes passos.

Está identificada a razão mais importante para comprar Fundos de investimento em detrimento de compra directa dos activos. Tudo isto porque, os fundos de investimento oferecem aos investidores a possibilidade de obter diversificação através de uma ampla oferta de activos dispondo de menos capital para o fazer.

Basicamente compra uma participação de uma carteira diversificada que possui uma equipa de gestão experiente e orientada para os resultados  e ainda beneficia de custos mais baixos do que se investisse sozinho. Isto porque, os custos e encargos na gestão de um fundo de investimento são distribuídos por todos os investidores existentes.

Tipos de Fundos de Investimento

  • Fundos de Índices;
  • Fundos de Acções;
  • Fundos de Obrigações;
  • Fundos Mistos;
  • Fundos de Fundos.

Conclusões

Como deve ter reparado, fundos de investimento são produtos financeiros com uma grande capacidade de transformação, no sentido em que poderão existir diferentes tipos de fundos, sendo o limite a capacidade e criatividade da Entidade Gestora em determinar oportunidades de investimento e definir estratégias para a mesma.

Assim sendo, a rentabilidade de um fundo de investimento depende da capacidade e experiência do gestor em, baseado em análises, comprar e vender os activos ao melhor preço. Logo, este tipo de produto oferece um maior potencial de crescimento e de rentabilidade de qualquer investimento, porque reúne a diversificação, a competência, a estratégia de investimento, os custos dessa estratégia, objectivos, entre outros, num só produto.

 



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro