Melhor Banco Crédito Habitação | 100.000 euros

4
6136

As últimas noticias afirmam que a euribor vai aumentar de forma significativa durante este ano. Existe mesmo alguns analistas que consideram que esta vá atingir os 2%.

É sem dúvida um sinal de alerta e todos os que contrataram crédito habitação recentemente estão mais sensíveis a eventuais aumentos da euribor até porque, contrataram spreads bem superiores ao praticados até então.

É óbvio que, se a euribor aumentar para valores próximos de 2008, existem ferramentas para contornar o aperto financeiro, como por exemplo, solicitar redução de spread, aumento de prazo ou até mesmo período de carência de capital.

Retirando o alerta da escalada da euribor focalize-mo-nos no estudo relativo a qual o melhor banco para crédito habitação e, à semelhança do nosso artigo sobre qual o melhor banco para crédito habitação de 50.000 euros, vamos adoptar os mesmos requisitos embora o valor de financiamento será de 100.000 euros.

Para este montante considerou dois estudos, sendo um para um rácio financiamento garantia de 50%, que poderá ser um situação muito pontual, e outro para um rácio de financiamento garantia de 80% que poderá representar grande parte dos pedidos para este valor.

DADOS DOS PROPONENTES

  • Proponentes: Casal, idade média 30 anos;
  • RANB (Rendimento Anual Nominal Bruto) : 30.000 euros;
  • Encargos com outros créditos: Não;
  • Vinculo laboral: Efetivos;
  • Conta Poupança Habitação: Não

DADOS DO PEDIDO DE CRÉDITO HABITAÇÃO

  • Finalidade: Aquisição de Habitação Própria Permanente;
  • Montante do financiamento: 100.000 euros;
  • Valor da Avaliação: 200.000 euros F/G=50%; 125.000 euros F/G= 80%;
  • Produtos Subscritos
    • Domiciliação de ordenados;
    • Seguro de Vida;
    • Seguro Habitação;
  • Prazo: 30 anos (360 meses)
  • Indexante: Eur3Meses

FINANCIAMENTO 100.000 EUROS – AVALIAÇÃO: 200.000 EUROS – F/G= 50%

Melhor Banco Crédito Habitação

CONSIDERAÇÕES

Tal como no artigo anterior novamente o Barclays e Montepio destacam-se em termos de spread apresentado um spread de 1,55%, todavia, analisando o custo efetivo do crédito habitação temos o Barclays com a melhor taxa anual efetiva.

No nosso estudo o BBVA apresenta a solução mais pesada para o cliente, não porque possui o spread maior mas porque apresenta um custo efetivo superior a todos os bancos do estudo.

FINANCIAMENTO 100.000 EUROS – AVALIAÇÃO: 125.000 EUROS – F/G= 80%

Melhor Banco Crédito Habitação

CONSIDERAÇÕES

Para um rácio financiamento garantia de 80% o Montepio destaca-se novamente com a melhor proposta para o nosso caso. Não é só melhor a nível de spread como também o é a nível de custo efetivo.

DICAS E RECOMENDAÇÕES

Efetivamente temos que considerar que os spreads praticados pela generalidade dos bancos são significativos.

Em média os bancos cobram mais de 2% de spread para um crédito habitação de 100.000 euros, significando que a taxa de juro nominal do crédito habitação rondará os 3,5%.

Se considerarmos as previsões da escalada da euribor, seguramente, no final de 2011 quem possuir um crédito habitação com spread de 2% estará a suportar 4% de taxa nominal e com previsão para aumentar no decorrer do ano 2012.

Será prudente que todos os novos proponentes no crédito habitação, acompanhem a euribor e a evolução desta nos próximos tempos, pois esta lhes dirá quando deverão agir junto dos bancos, renegociando as condições do crédito, nomeadamente o spread.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEntender as Ofertas Públicas
Próximo artigoTaxas de Juro Euribor (2 Minutos Bancários)
João Morais Barbosa
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

4
Deixe um comentário

avatar
2 Comentar tópicos
2 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
3 Autores de comentários
JoãoRuiNuno Loureiro Autores recentes de comentários
  subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Nuno Loureiro
Visitante
Nuno Loureiro

Gostaria de lançar o desafio de efectuarem o mesmo estudo para valores mais altos (ex: 150K), e para racios mais comuns entre 80%-90% (ex: 79% e 89%). Obrigado.

Rui
Visitante
Rui

Boa tarde!

Estou a realizar um trabalho universitário sobre concentração bancária. Há alguma bibliografia que recomendas?

Obrigado pelo blog.

João
Visitante
João

Olá Rui,

Concentração bancária em que sentido?

Cump… João

João
Visitante
João

Olá Nuno,

Com as restrições bancárias actuais um rácio de financiamento garantia de 80% é prudente. No entanto, existe a possibilidade de contratar com 90% de rácio, pelo que no próximo artigo que será para 150.000 euros o rácio financiamento garantia andará nos 70 a 90%.
É uma questão de acompanhares o Produtos Bancários que em breve terás um estudo para esses valores.

Cumprimentos…
João