Em que consiste uma moratória de crédito?

Crédito

Em que consiste uma moratória de crédito?

2 min Partilhar 23 de Março, 2020

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
crédito pessoal

Uma das medidas que foi apresentada para fazer face às consequências financeiras desta crise do covid-19 consiste numa moratória dos contratos de crédito, tanto para empresas como para particulares. Neste artigo fica a saber o que é uma moratória de crédito, as suas vantagens e os seus perigos.

Como é formada a sua prestação mensal?

A prestação mensal de um crédito é formada pela soma de:

  1. Amortização de capital;
  2. Pagamento de juros.

O que é uma moratória?

Pela informação que temos recolhido junto dos principais bancos, a moratória de crédito deverá representar um período de carência de capital. Para ter acesso a esta moratória terá de alegar queda de rendimentos e tipicamente irá ter um aumento do prazo do crédito. Se temos uma moratória de 6 meses o que se fará é aumentar o prazo de pagamento nestes mesmos seis meses. Assim, “empurramos o problema 6 meses”, período em que conseguiremos fazer face a eventuais quedas de rendimentos.

Qual a diferença entre uma moratória e um período de carência de capital?

A moratória permite-nos ficar alguns meses sem pagar o capital e os juros. O montante dos juros não pagos é acrescentado ao valor em dívida e teremos um aumento do prazo de pagamento. A carência de capital consiste em ficar uns meses sem amortizar o capital, mas amortizando os juros. Como neste últimos caso não há aumento de prazo, quando acabar o período de carência, o valor da prestação irá subir.

Quais os bancos que o vão permitir?

Todos os bancos têm de permitir o acesso à moratória, nas condições previstas na lei. No entanto, alguns bancos têm condições mais amplas. Se a moratória na lei aplica-se a contratos de crédito para habitação própria permanente, as moratórias da generalidade dos bancos estendem-se a outros créditos. É uma questão de consultar o que oferece o seu banco.

Qual a melhor solução para si?

Apenas o leitor poderá dar uma resposta. Neste artigo queremos deixar claro de que não se fala aqui de perdões de dívida mas antes de empurrar o problema para a frente. Sim, esta solução irá dar um balão de oxigénio importante para que consigamos todos passar esta fase com o mínimo impacto nas nossas vidas.

Uma estratégia criativa

Se não tem dificuldades financeiras pode usar uma estratégia simples. Por que não solicitar uma moratória no crédito habitação, que tem uma taxa de juro mais baixa, e usar a “poupança” conseguida para liquidar mais rapidamente os cartões de crédito e o crédito pessoal. Na prática irá conseguir poupar muito dinheiro em juros. Se procura ideias de poupança, sugerimos a leitura das nossas 30 dicas para poupar dinheiro e das nossas dicas para poupança para quem está em casa.

Reorganiza – As Suas Finanças Em Boas Mãos



Comments (1)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros