Qual o melhor cartão para pagamentos no estrangeiro?

0
1665

O crescimento das Fintechs e a inovação financeira têm levado ao surgimento de novas soluções para os viajantes. As soluções são diversas e têm um conjunto de características que tem de conhecer antes de escolher um cartão. Neste artigo vamos falar-lhe de diversas alternativas para poupar dinheiro nas suas viagens.

O que é o Revolut?

O Revolut é uma empresa inglesa que nasceu em 2015. A sua proposta de valor consiste em revolucionar a relação bancária das pessoas e empresas em todo o mundo, com uma oferta transparente e uma linguagem e processos simples, ao mesmo tempo que promove a poupança, com especial destaque para os cidadãos globais (não só viajantes, mas também quem faz compras ou recebe dinheiro do estrangeiro).

Como funciona o Revolut?

Abrir uma conta na Revolut é algo praticamente instantâneo. Para começar, deverá aceder ao site da Revolut e colocar o seu número de telemóvel. De seguida, irá receber uma mensagem no número que registou com uma ligação para transferir a aplicação para o seu telemóvel. Só depois de descarregar a aplicação é que poderá criar a sua conta Revolut, uma vez que toda a interação futura será feita pela aplicação. Os passos a seguir são simples:

  1. Preencher o seu nome e data de nascimento;Revolut
  2. Indicar a sua morada;
  3. Indicar o seu email.
  4. Carregar a conta com €10, valor que ficará disponível na sua conta.
  5. Para usar o seu cartão terá de tirar uma fotografia ao cartão de cidadão e tirar uma fotografia.
  6. A sua identidade será verificada e estando tudo correto serão levantados os limites à utilização.

Características do Revolut

  • Abertura de conta com atribuição de um IBAN em poucos minutos;
  • Acesso a um cartão de débito sem anuidade (se subscrever pelo link da Reorganiza não paga os portes de envio do cartão de €6).
  • Software que mostra onde gasta o seu dinheiro e acompanhamento de orçamento mensal;
  • Funcionalidade de arredondamento para constituição de uma poupança sem esforço;
  • Pagamentos e transferências para o estrangeiro com taxa de câmbio interbancária (com alguns limites, dependendo do plano escolhido);
  • Pagamentos e transferências para o estrangeiro sem comissões ou taxas;
  • Levantamentos mensais gratuitos no multibanco até €200 nas contas gratuitas, €400 na conta premium e €600 na conta Metal. Para montantes acima cobra 2%, valor que mesmo assim é bastante inferior às comissões de levantamento no estrangeiro de muitos bancos;
  • É possível manter um saldo em diversas moedas;
  • Funcionalidade de enviar e pedir dinheiro, semelhante à aplicação MBWay;
  • Possibilidade de carregar a conta por cartão de débito ou de crédito (aplicando-se comissões) ou por transferência interbancária (tenha atenção as comissões cobradas pelo seu banco);
  • Segurança reforçada, com bloqueio e desbloqueio do cartão na aplicação e segurança baseada na localização;
  • Possibilidade de compra e venda de ações no mercado norte-americano e compra de frações de ações (aqui o capital investido estará em risco, tenha em atenção);
  • Acesso a seguros de viagem e outras ofertas diferenciadas, com pagamento de comissão mensal.

Conheça os diferentes tarifários do Revolut pois este cartão poderá ser bastante útil caso faça viagens, compras no estrangeiro ou mesmo se tiver de receber transferências do estrangeiro. Se viaja muitas vezes poderá ter vantagem em contratar um dos pacotes pagos pois tem ainda a oferta de seguros de saúde internacionais, seguros de atrasos de voo e da bagagem ou mesmo o reembolso de parte das suas despesas pelo pagamento com cartão. Se não viajar muito, bastará a conta grátis.

O que é o N26?

O N26 é um banco digital / online alemão que nasceu em 2013. Quer isto dizer que tem uma licença bancária (e um fundo de garantia de depósitos) e que terá um IBAN de um banco alemão, mas sendo que a relação entre o cliente e o banco é totalmente feita através da internet através de um aplicativo no seu smartphone. Para abrir a sua conta bastará:

  1. Identificar o seu pais de residência;N26
  2. Identificar o seu nome e data de nascimento;
  3. Identificar o seu email;
  4. Indicar a sua morada e o seu número de contacto;
  5. Definir questões mais legais, como NID, género, emprego, nacionalidade, etc;
  6. A sua identidade será verificada e estando tudo correto serão levantados os limites à utilização
  7. Fazer download do aplicativo e emparelhar com o smartphone.

Características do N26:

  • Abertura de conta com atribuição de um IBAN em poucos minutos;
  • 5 Levantamentos gratuitos em ATM em euros, tendo os restantes um custo de €2;
  • Comissão de levantamento em moeda estrangeira de 1.7%
  • Pagamentos gratuitos em qualquer moeda;
  • Tenha em atenção as comissões de substituição do cartão de débito e do cartão de crédito;
  • Acesso a seguros e outras ofertas nas contas com custo mensal

Como no Revolut, deverá conhecer os diferentes tarifários e as suas necessidades. Se viajar bastante, o N26 poderá ser interessante dadas as reduzidas comissões de levantamento para além dos levantamentos gratuitos. Pode também ser interessante ter acesso a seguros e outras vantagens. Comparando com o Revolut, o N26 não tem um limite por levantamento mensal. Caso faça muitas viagens todos os meses pode até fazer sentido ter uma conta N26 e uma conta Revolut, aproveitando os diferentes limites.

O que é o Ferratum Bank?

O Ferratum é um Banco sediado em Malta e com uma licença bancária. Quer isto dizer que o banco tem um regulador e que existe um Fundo de Garantia de Depósitos, um fator importante para a segurança das suas poupanças. O processo de abertura de conta é em tudo semelhante aos restantes:

  • Fazer download da aplicação;Ferratum
  • Disponibilizar o email, cartão de cidadão e telemóvel;
  • Enviar comprovativo de morada;
  • Definir um nome de utilizador e uma password;
  • Responder a algumas questões demográficas.
  • E já está…

Características do Ferratum:

  • Possibilidade de ter até 7 contas bancária em diversas moedas (tenha em mente que assim sofre a influência das alterações cambiais);
  • Possibilidade de fazer transferências bancárias por SMS;
  • Cartão Mastercard gratuito;
  • Possibilidade de ter um descoberto bancário autorizado, flexibilidade interessante para quem viaja e se vê confrontado com despesas inesperadas;
  • Não tem versões pagas (paga menos mas também tem menos serviços adicionais);
  • Oferta de 4 levantamentos em qualquer parte do Mundo (tem mais flexibilidade) mas levantamentos adicionais custam €2.99
  • Disponibiliza depósitos a prazo (taxas entre 0.85% e 0.95% em Euros) e contas poupança com taxa de juro mais baixa (0.6%) mas com flexibilidade de entregas (programas de arredondamentos nas compras, por exemplo).
  • Não conseguimos obter detalhes sobre as taxas da câmbio praticadas.

Qual o cartão de viagens que recomendamos?

Não existe uma solução melhor para todos os casos. Pela análise e características acima elencadas, constatamos que existe muita semelhança entre a oferta dos vários bancos. Deixamos algumas conclusões:

  • Falando de soluções para viagens, deveremos focar-nos nas soluções que permitam facilitar os levantamentos e reduzir os encargos com câmbios. Qualquer das soluções é mais interessante do que os bancos ou cartões de crédito tradicionais (se bem que os cartões de crédito tradicionais têm associados seguros de viagens por defeito);
  • Tenha em atenção à oscilação das taxas de câmbio, caso opte por ter contas em moedas diferentes de Euro. Não falamos aqui do cambio de euro para outra moeda aquando da viagem mas antes dos saldos que tem abertos em outras moedas;
  • Se tem por hábito fazer várias viagens talvez faça sentido ter mais do que uma solução, aproveitando as ofertas de levantamentos gratuitos (€200 no Revolut, 5 no N26 e 4 no Ferratum);
  • A solução paga do Revolut pode ser interessante caso não queira ter mais do que uma conta e caso valorize os serviços adicionais que tem (seguros e afins);
  • Não gostámos da falta de transparência do Ferratum relativamente às taxas de câmbio praticadas;
  • Caso o seu objetivo seja a poupança e apesar do Ferratum ter taxas interessantes, poderá ter soluções mais interessantes em bancos Portugueses, como o caso do BNI Europa ou do ActivoBank.
Avalie este artigo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorVantagens e desvantagens das contas bancárias digitais
Próximo artigoComo poupar em compras que são necessárias e caras
João Morais Barbosa
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

Deixe um comentário

avatar
  subscrever  
Notificação de