3 formas de valorizar cada cêntimo do seu bolso

0
189

Há compras de que não há como fugir, mas isso não quer dizer que não dê para poupar alguns euros nelas. Saiba como valorizar o seu dinheiro.

Há certas coisas que podem ser cortadas de um orçamento, como gastos supérfluos com viagens, tecnologia ou saídas nocturnas. Mas há algumas compras de que não se pode mesmo fugir. É preciso ir ao supermercado fazer compras. É necessário ter roupa apropriada para trabalhar e sair à rua sem ser preso por atentado ao pudor. Artigos de limpeza e cosméticos também são fundamentais.

Então, como fazer para valorizar cada cêntimo, especialmente se os tempos estão um pouco difíceis?

Use a tecnologia, ela está cá para ajudar

Não se pode subestimar o impacto que a tecnologia teve nas nossas vidas, especialmente para facilitar tarefas diárias e práticas. O Uber mudou completamente a mobilidade urbana e o Airbnb tornou as viagens mais baratas e cómodas. Mas há outras plataformas que deve conhecer e que ajudam muito em matéria de poupança.

Uma delas é a Kimbino. A empresa eslovaca pegou em todos os folhetos de ofertas que os supermercados e lojas fazem, e colocou-os na Internet. Em vez de ir até ao local para consultar um folheto ou ter a sua caixa de correio cheia de papéis, pode ver as ofertas pelo telemóvel e ir directamente às melhores promoções. Cómodo, prático, ecológico e bom para seu bolso.

Poderá, portanto, ver o Continente folheto e perceber os produtos que estão baratos naquele momento, assim como os de outros supermercados – Lidl, Jumbo, etc – e fazer o mesmo. Poupará, de facto, algum dinheiro que pode canalizar para outras coisas que lhe sejam úteis.

Outra plataforma que pode ajudar muito é a Zomato. Lá pode ver os restaurantes, bares, cafés e outros estabelecimentos que há na cidade, ler avaliações de outros utilizadores e até ver os menus e os preços. É uma boa forma de não ter surpresas quando se sentar à mesa. E melhor: com o Zomato Gold, paga 49 euros por ano, mas tem direito a um belo desconto nas contas. É preciso ir com alguém, porque o desconto implica que seja retirado da conta o mais barato dos dois pratos pedidos. Rapidamente recupera o dinheiro da anuidade apenas com esse desconto.

Compre nas melhores alturas

Não é preciso estar com a carteira vazia para gostar de uma boa poupança. Até quem tem mais recursos gosta de um saldo, e é difícil pensar que há outra época do ano melhor. As lojas, inclusive, aproveitam isso.

Cada setor tem o seu período de ofertas arrebatadoras. Logo no primeiro mês do ano, janeiro, é habitual haver os grandes saldos de roupas de inverno. Isso faz todo o sentido: o Natal passou, as colecções de primavera e verão vão começar a chegar e os stocks precisam de ser esvaziados. É aí que pode aproveitar, sobretudo para comprar aquelas peças clássicas, intemporais e algo dispendiosas, que vale mesmo a pena ter a preços muito mais baixos.

Já março costuma ser o mês dos produtos de estética. Não sabemos se há muita razão para isso, mas é aí que deve aproveitar e verificar, por exemplo, o Yves Rocher catalogo , e fazer algumas compras que durem bastante, sem serem tão pesadas para o seu bolso.

Voltando à roupa, obviamente que os saldos funcionam do mesmo modo no fim do verão. Em agosto é quando costumamos ter os melhores saldos e até as etiquetas passam a ser um ‘problema’, já que há várias numa mesma peça. O que conta é o preço mais barato. Não há como não aproveitar esse ‘festival’ logo a seguir às férias de verão.

Reduza o desperdício

Demos duas dicas sobre como comprar e onde comprar. Mas temos de lembrar também um hábito bastante ocidental: o de comprar o que não é necessário.

Vá a uma loja ou grande superfície com a compra que precisa de fazer na cabeça e tente, com disciplina, não se desviar disso. Nem todas as promoções precisam de ser aproveitadas e as vontades momentâneas, na maioria das vezes, não são dignas de uma compra. Ter de deitar comida fora ou comprar umas calças que nunca serão usadas representa dinheiro deitado à rua. Reduza o desperdício sendo metódico nas compras e esteja sempre ciente das suas reais necessidades.

Avalie este artigo

Deixe um comentário

avatar
  subscrever  
Notificação de