Como Identificar os Falsos Recibos Verdes?

Fiscalidade

Como Identificar os Falsos Recibos Verdes?

2 min Partilhar 12 de Agosto, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
Recibos Verdes

Dizem os entendidos que o mercado de trabalho em Portugal é pouco flexível, sendo muito difícil a um empregador despedir o seu funcionário mesmo com aparente justa causa. Este caso assume-se ainda mais complexo na eventualidade de trabalhadores efetivos.

Infelizmente, esta aparente falta de flexibilidade induz as empresas a prolongar os contratos a prazo e a recorrer de forma permanente à contratação de trabalhadores independentes, conhecidos genericamente como Recibos Verdes.

Apesar da procura por trabalhadores a recibos verdes ser uma prática constante, existem indícios legais que permitem comprovar que o trabalhador neste regime é, na prática, um trabalhador contratado da empresa. Os chamados falsos recibos verdes. Conheça alguns destes indícios:

Reporte Formal a uma Hierarquia/Chefia:

Os trabalhadores independentes não devem ter uma chefia. Apesar de ter de “prestar contas” pelo seu trabalho, tanto em termos de resultados como em termos da sua qualidade, o trabalhador independente deve gozar de grande autonomia para o desenvolvimento do seu trabalho.

Cumprimento de um Horário de Trabalho

O trabalhador a recibos verdes deve ser livre de escolher o local e as horas em que executa o seu trabalho (na maioria dos casos). Sendo independente, deveria poder trabalhar às horas que quisesse desde que garantisse que o serviço era desempenhado de acordo com o que havia sido contratado pelo cliente.

Local de Trabalho

O desenvolvimento do serviço pelo trabalhador a recibos verdes não necessita de ser realizado nas instalações do cliente, pelo menos numa parte significativa dos casos. Supostamente, o trabalhador poderia até realizar o seu trabalho em casa ou mesmo na praia. Mais uma vez, desde que garantisse a qualidade do serviço.

Salário Fixo

Sendo o pagamento pelo serviço do mesmo valor todos os meses, poderá ser considerado como sendo um salário e não o pagamento por um serviço prestado.

Quem Fornece as Ferramentas de Trabalho?

O prestador de serviço deverá ter as suas próprias ferramentas de trabalho. Afinal, deve estar na posse de todas as ferramentas que lhe permitam desempenhar diligentemente o seu serviço. Pode acontecer, que pela sua especificidade a empresa ceda estas ferramentas ao prestador.

Conhecemos cinco indícios que apontam para que o trabalhador independente ou a recibos verdes seja, de facto, um trabalhador dependente, com todos os direitos e deveres que lhe estão associados. Na prática, estes direitos poderão ser exercidos junto de um tribunal, nomeadamente para efeitos de indemnização por despedimento e acesso ao fundo de desemprego.

Conte-nos a sua experiência de trabalho independente (ou falso trabalho independente).



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro