Infidelidade Financeira

0
140
Infidelidade Financeira

O campo financeiro da nossa vida tem uma capacidade fora de vulgar de interferir com todos os outros. O dinheiro é motivo de perturbação na área profissional, social, familiar e até psicológica.

Então quando falamos de dinheiro em casal, as dificuldades em lidar com este tema parece que se multiplicam. Para garantir que tem uma vida familiar estável é essencial que os temas financeiros sejam conversados com transparência e sem preconceitos.

Porque Damos Tanta Importância Ao Dinheiro?

Infelizmente, damos uma importância ao dinheiro como se fosse dele que viesse o nosso valor ou o nosso estatuto. Ao longo da minha experiência como consultor de finanças pessoais, tenho encontrado situações em que a vida financeira de um casal é de tal forma vivida em segredo, que um deles chega a estar com dificuldades com os credores sem que a outra parte saiba.

Não é raro ter diante de mim alguém que pede ajuda para renegociar cartões de crédito, mas quer fazê-lo sem que o cônjuge saiba, pois o mesmo não faz ideia da existência desses cartões.

A Incapacidade De Comunicar Está Na Base De Tudo

As situações de infidelidade, regra geral, partem de uma incapacidade de comunicação. O dinheiro (ou a falta dele) costuma ser tema de tensão e por isso, muitas pessoas, preferem enterrar a cabeça na areia. O que não resolve nada.

Deixar perpetuar situações de dificuldade financeira não é boa opção, pois quando “estoira” os custos são muito maiores e, não é raro que termine em divórcio ou quebras fortes na confiança. Para garantir que a vida financeira é motivo de fortalecimento do casal, e não o contrário, o que sugiro é que se faça um orçamento em família.

Mesmo que cada um utilize a sua própria conta bancária, ajuda muito a solidificar as relações que o tema seja tratado em conjunto. Além do mais, qual o sentido de um estar a passar por dificuldades (penhoras e afins) e o outro desconhecer essa realidade?

As Dificuldades Fortalecem o Casal

Nas dificuldades podemos ficar mais próximos daqueles com quem partilhamos a vida. Se a vergonha perante as dificuldades fala mais alto, então acabamos por nos afastar e, em muitos casos, um afastamento sem retorno. Não deixe que o dinheiro seja mais forte do que outros valores muito mais importantes para a verdadeira felicidade!

Nota: Artigo adaptado de crónica no Jornal Destak

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code