Investir – Como estou a ganhar 11.7% ao ano?

0
1821
P2P

Tenho relatado aqui a minha experiência com as empresas Fintechs, empresas que me têm permitido emprestar dinheiro diretamente a outras pessoas em várias partes do mundo e com uma garantia muito interessante. Neste artigo vou atualizar o desempenho da minha carteira na ViaInvest e dar-lhe algumas dicas que podem ser úteis.

A minha carteira atual

Iniciei os meus investimentos na ViaInvest há alguns meses. Comecei por abrir a conta e transferir um montante reduzido, para ativar a ligação bancária e garantir que tudo corria conforme o esperado. Investi esse dinheiro e vi como funcionava a plataforma. Ganhei confiança e reforcei o meu investimento, que atualmente é visível na figura abaixo.

Posso destacar algumas ideias interessantes:

  • A taxa de retorno anualizada (falo sempre de taxas anuais) está atualmente nos 11.72%;
  • Podemos ver o juro que já foi pago e aquele que me é devido mas que não foi pago (por exemplo, por não ter atingido a data de pagamento da prestação);
  • Todos os investimentos têm uma garantia de recompra, o que significa que sempre que algum dos clientes se atraso nos pagamentos mais de 60 dias, a empresa recompra-me o empréstimo e paga-me os juros vencidos;
  • É possível emprestar dinheiro em diversos países e tenho visto que quanto mais seguro o pais menor a taxa de juro que me é paga. Por exemplo, é possível emprestar dinheiro a pessoas na Suécia e a taxa é de 9%. A outros países consigo taxas de 11%. Enfim, o certo é que as taxas de juro de novos empréstimos têm caído à medida que mais pessoas vão entrando na plataforma, uma tendência que faz sentido.

Será que aconselho o investimento nesta plataforma?

O que relato aqui é a minha experiência de investimento e não é uma recomendação de investimento. Tenho tido uma boa experiência e creio que tenho assumido prudência nos meus investimentos. Como qualquer pessoa, não gosto de perder dinheiro, apesar de estar na disposição de arriscar para conseguir obter um retorno maior.

Ao analisar esta plataforma, sinto-me por enquanto confortável com a relação entre o risco que corro e o retorno que obtenho. Digo por enquanto pois não sei até que ponto é que quando o mercado der a volta o nível de incumprimento não vá aumentar, com a consequente pressão nas empresas que dão as garantias. Daí que possa fazer sentido fazer empréstimos com prazos mais curtos para me dar liberdade para depois escolher.

O que fazer?

Se quiser experimentar, depois de procurar toda a informação disponível, deverá:

  1. Abrir a conta;
  2. Transferir algum dinheiro (por exemplo, €50) para experimentar;
  3. Se ficar confortável, pode aumentar os seus investimentos. Se não, peça a devolução do seu dinheiro.

Como em tudo na vida, conseguimos gerir melhor os riscos se os conhecermos. Mas para os conhecermos temos de experimentar mas acima de tudo estudar e procurar a informação. O risco é seu mas o retorno também será seu.

Avalie este artigo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorTransferências por MB WAY vão ter um custo? Tudo o que precisa de saber
Próximo artigoCrédito Abatido ao Ativo – O que é?
João Morais Barbosa
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

Deixe um comentário

avatar
  subscrever  
Notificação de