Pandemia – E se o SNS deixar de dar resposta?

Bem Estar Seguros

Pandemia – E se o SNS deixar de dar resposta?

2 min Partilhar 19 de Março, 2020

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
doenças graves

Todos temos estado a acompanhar de perto a evolução da pandemia do coronavírus. Temos visto os grandes impactos que tem tido na economia mas, mais importante, os impactos na saúde e nas vidas de milhares de pessoas. Mas a questão que se coloca agora é e se o SNS deixar de dar resposta?

O que dita a capacidade de resposta do Sistema Nacional de Saúde?

A capacidade de resposta dos nossos hospitais públicos tem aguentado, por enquanto. Alguns hospitais privados têm dado algum apoio e várias empresas têm-se oferecido num autêntico esforço de solidariedade. No entanto, é expectável que os casos de contágio venham a aumentar e com isso que o Serviço Nacional de Saúde venha a ter constrangimentos. Aliás, a ideia da quarentena e do Estado de Emergência tem sido mesmo espaçar no tempo a afluência aos Hospitais.

Uma ideia adicional neste contexto passa por perceber que têm sido os hospitais públicos a dar resposta às pessoas contaminadas pelo covid-19. Infelizmente, as outras doenças não desaparecem e vão continuar a afetar milhares de portugueses que se arriscam a ir ao hospital público com uma doença e sair de lá infetados com outra.

É altura de encontrar alternativas?

Nesta fase todos os cuidados são poucos. Estamos todos a tentar evitar o contágio mas poderá chegar o dia em que precisamos de cuidados de saúde. O que fazer nessa altura? Será de se deslocar ao SNS ou pode fazer sentido recorrer ao sistema privado para o apoiar? É para essas alturas que servem os planos de saúde ou os seguros de saúde. Por que não avaliar se faz sentido contratar um destes produtos?

Como escolher o seu seguro de saúde?

Para escolher um seguro de saúde deverá ter em conta as diferentes coberturas, sendo que para este contexto destacamos:

  • Ambulatório – Pagamento das consultas e exames de diagnóstico em ambulatório;
  • Hospitalização – Pagamento dos custos inerentes a cirurgias e hospitalização.

Estes são os dois principais blocos de coberturas para a generalidade das pessoas. Poderá contratar depois outras coberturas como pagamento de medicamentos, estomatologia ou próteses e ortóteses.

Tenha atenção aos períodos de carência

Caso esteja a pensar se vale ou não a pena contratar um seguro de saúde é fundamental que tenha em atenção os períodos de carência. Na prática, um período de carência é um período em que a pessoa segura paga os prémios do seguro mas em que não tem acesso a comparticipações por parte da companhia de seguros. É certo que estes períodos tipicamente não se aplicam em situações de urgência, mas talvez seja mais prudente atuar na prevenção e começar a por o relógio a contar o quanto antes.

O que fazer se tem dúvidas ou se precisa de aconselhamento?

Caso tenha dúvidas sobre o melhor produto para o seu caso e sobre as vantagens de contratar um seguro de saúde poderá sempre contactar um dos nossos consultores e perceber as campanhas em vigor atualmente. Poderá contactar-nos diretamente para 969 502 473, 912 001 075 ou seguros@reorganiza.pt

Reorganiza – As Suas Finanças Em Boas Mãos



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros