A Taxa EURIBOR é a Referência Para os Créditos

Search
Generic filters
Exact matches only

A Taxa EURIBOR é a Referência Para os Créditos

As taxas EURIBOR têm tido um comportamento bastante estranho. Sendo taxas que servem de base para os empréstimos e também para algumas aplicações financeiras, é suposto terem um valor positivo. No entanto, as taxas EURIBOR para os vários prazos têm estado em valores negativos. Isto significa:

  • Os créditos ficam mais baratos, explicando em parte o aumento do endividamento;
  • As aplicações financeiras ficam menos interessantes, explicando em parte a queda das taxas de poupança.

Dada a sua importância na economia, é fundamental que conheça a evolução da taxa EURIBOR para o prazo que lhe interessa bem como perceber para onde deverão tender estas taxass:

Depois de analisar a tabela da evolução da taxa poderá ver qual o impacto desta queda no seu crédito habitação bem como simular situações hipotéticas para perceber se deve avançar com o seu pedido de crédito.

Média Mensal da Taxa EURIBOR

 Sep19Oct19Nov19Dec19Jan20Feb20Mar20Apr20May20Jun20Jul20
1w-0.454-0.495-0.483-0.493-0.504-0.512-0.508-0.513-0.513-0.518-0.528
1m-0.448-0.455-0.45-0.453-0.457-0.473-0.478-0.428-0.464-0.493-0.509
3m-0.418-0.413-0.401-0.395-0.391-0.409-0.417-0.254-0.272-0.376-0.444
6m-0.394-0.362-0.337-0.336-0.33-0.355-0.365-0.192-0.143-0.223-0.346
12m-0.339-0.304-0.272-0.261-0.253-0.288-0.266-0.108-0.081-0.147-0.279

Será que as taxas se vão manter negativas por mais tempo?

Como podemos perceber da análise da tabela acima, as taxas de juro estão negativas há bastante tempo. Nessa altura, esperava-se que o Banco Central Europeu viesse a cortar ainda mais as taxas em resposta ao cenário económico que não estava famoso. Por outro lado, os bancos não tinham suficientes oportunidades de empréstimo para a liquidez que tinham disponível, preferindo inclusivamente emprestar ao BCE ao invés de emprestar às famílias e empresas.

Com a chegada da pandemia e após uma subida das taxas de juro, percebemos que a resposta dos Governos e dos Bancos Centrais consistiu na inundação das economias de dinheiro. Nos próximos anos vai aumentar bastante o endividamento dos Estados. Os Bancos Centrais vão colocar muito dinheiro em circulação. Como sabemos, mais dinheiro em circulação para a mesma riqueza (ou para menos riqueza) vai implicar que o dinheiro vai perder valor. Logo, devemos ver brevemente a renovação dos mínimos destas taxas. Sim, é provável que as taxas fiquem ainda mais negativas em especial depois do fim (ou prolongamento) das moratórias.

Como aproveitar a queda das taxas EURIBOR?

É possível aproveitar a queda das taxas EURIBOR a seu favor. Algumas estratégias poderão passar por:

  • Renegociar o seu crédito habitação, procurando baixar o spread que é praticado no seu contrato. Se o seu banco não quiser negociar, poderá preencher o formulário para transferência do seu crédito habitação. Hoje é possível contratar um crédito habitação com taxas inferiores a 1%, pelo que pode transferir o seu crédito se tiver um spread superior;
  • Consolidar ou negociar os seus créditos de curto prazo, aproveitando que a queda das taxas de juro se tem traduzido na redução progressiva das taxas de usura (por outras palavras, a queda das taxas máximas praticadas pela banca).
  • Procurar financiamento para alguns investimentos, sendo de destacar a compra de imobiliário para arrendamento. Na realidade, consegue financiar-se à taxa de 1% e obter um retorno de 7% a 10%. Exige que disponha de alguma capital, mas se optar por recorrer ao crédito habitação, poderá ter retornos muito interessantes sem um grande investimento.
  • Transferir o seu PPR para um PPR com outras características (por exemplo, assumir algum risco, na expetativa de vir a obter um retorno maior) ou para uma seguradora que lhe confira uma taxa de retorno maior do que zero. Na Reorganiza temos trabalhado com seguradoras especializadas que proporcionam taxas de retorno garantido perto de 1%. Não é muito, mas é maior do que zero.

Por Que São Importantes as Taxas Médias da EURIBOR?

A Euribor é uma taxa de referência para a generalidade dos empréstimo em Portugal. Uma subida da taxa representa uma reação a expetativas de crescimento económico e é um indicador de que os juros dos empréstimos irão baixar. Por outro lado, se a taxa EURIBOR tem uma trajetória descendente tal é justificado por preocupações quanto ao futuro das economias. E isso reflete-se tudo no bolso das pessoas que têm créditos com taxas indexadas.

Algo positivo num ambiente como o atual é que as taxas de juro estão a ser reduzidas quer por efeito da queda da taxa média EURIBOR quer pela redução de spreads em contratos como os de crédito habitação. Talvez seja uma boa altura para rever os seus créditos atuais e procurar poupar algum dinheiro. E nunca se esqueça que se fixar um contrato com um spread mais baixo… esse spread vai-se manter até que cumpra o contrato… até ao fim. Se for um crédito habitação a 30 anos, está a poupar dinheiro durante estes 30 anos.

Quer Saber Como Poupar Dinheiro Com A Queda Da Euribor?

Se quiser saber as alternativas para poupar dinheiro com a queda das taxas de juro Euribor, sugerimos que entre em contacto connosco. Teremos todo o gosto em ajudar a poupar dinheiro pois é algo que está no nosso ADN 🙂