Mercado Primário – O Que É O Mercado Primário?

0
1067
Mercado Primário

Nos últimos anos ouvimos falar muito do mercado de dívida. Com as dificuldades de financiamento do país, começámos a falar de taxas de juro, de mercado primário, mercado secundário e emissão de dívida. Neste artigo vamos falar-lhe do mercado primário de dívida.

Conceito

O conceito de mercado primário está associado à emissão de novos títulos financeiros. Podemos falar de mercado primário de ações (quando temos, por exemplo, uma oferta pública de venda como as que tivemos da EDP). Podemos falar do mercado primário de obrigações, muito popular e constantemente nas notícias.

O Que É O Mercado Secundário?

Depois das empresas emitiram ações ou obrigações, estes produtos são comercializados todos os dias no mercado secundário. Neste mercado podemos comprar e vender produtos financeiros a preços que variam todos os dias. No caso das obrigações, as taxas de juro são fixas no mercado primário (onde é definido o custo do empréstimo), mas podemos comprá-las por um preço superior ou inferior ao preço a que a obrigação foi emitida.

Como Interpretar As Taxas de Juro?

Todas as semanas temos visto que o Estado tem emitido dívida pública. E temos visto que emite dívida com taxas diferentes, dependendo a taxa da perceção de risco do mercado. Quando existe mais receio as taxas de juro sobem. Quando os mercados estão mais confiantes as taxas tendem a cair.

Falando do caso de obrigações emitidas pelo Estado, a evolução das taxas de juro serve de comparação para outros produtos como sendo os depósitos a prazo. Por exemplo, se o Estado paga 2% num empréstimo, como podemos justificar que os bancos nos paguem 0.5% pelos nossos depósitos a prazo? Conheça, também, as Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCartões Que Dão Prémios
Próximo artigoDívida de Portugal já não é lixo!
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code