SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

8 boas sugestões de Natal: antecipe-se, apoie e poupe

Economia Comportamental Poupar Dinheiro

8 boas sugestões de Natal: antecipe-se, apoie e poupe

3 min Partilhar 13 de Dezembro, 2021

Search
Generic filters
Exact matches only
Sugestões de Natal

Apesar da pandemia não estar ainda sanada, o Natal está à porta e é na antecipação que devemos jogar em matéria de presentes. Evitar grandes filas e não comprar tudo nos últimos dias é essencial, tal como ter critérios de escolha adequados aos tempos que vivemos. Sentimos necessidade de estar presentes nas vidas dos outros e, quando compramos, é importante ajudar as nossas comunidades e negócios locais a recuperarem da crise económica. Faça listas, faça contas e siga estas sugestões de Natal.

Compre online: é uma boa aposta comprar online e escolher as coisas criteriosamente, sem o stress das deslocações e das filas, ajudando também a manter as regras sanitárias e lutar contra a pandemia. Mesmo que vá a lojas físicas, vá o quanto antes. A tendência das compras online que, embora seja mais fácil para gerações mais jovens, chegou para ficar. Cada vez mais lojas lhe dão o direito de troca e devolução, e até de pedir a entrega para uma loja ou ponto de recolha perto de si, sem qualquer custo. Pode ver se o produto lhe agrada e, caso não goste, devolver de imediato ou devolver depois em determinado prazo (bastante alargado, habitualmente 30 dias). As trocas estão facilitadas e evita comprar por impulso.

Ofereça experiências e cultura: apostar em momentos que constroem boas memórias faz a vida valer a pena. Se olhar para os hábitos da pessoa que quer presentear, pode pensar em concertos, espetáculos, workshops, festivais, exposições ou experiências gastronómicas que vão realmente enriquecer quem delas usufrui. Lembre-se também das subscrições, como por exemplo do Spotify, Netflix, Youtube Premium, jornais ou revistas (que nesta época também fazem ‘promoções’). Estará muitas vezes a apoiar a Cultura, que tanto sofreu com a pandemia. Pode até fazer sentido juntar-se à experiência, juntando-se a amigos e família. Há descontos grandes, vouchers, etc., que pode sempre aproveitar para poupar bastante nesta altura. É uma questão de estar atento a descontos como os dos festivais de música de verão, ou este Cartão do Teatro São Luiz, por exemplo. Em matéria de livros, para além dos descontos das plataformas online, e das plataformas de livros usados, como a Trade Stories, há fins de semana ao longo de dezembro em que livrarias, físicas e online, oferecem descontos entre 20 a 50% de desconto.

Compre a ONG’s – pode comprar pequenos presentes, como sacos, t-shirts, canecas, porta-chaves e outros a ONG’s, instituições de apoio social, de saúde, culturais ou outras causas. Este tipo de ação é cada vez mais valorizado, sendo que, muitas vezes, pode comprar também online.

Aproveite as feiras, os alfarrabistas e compre produtos nacionais: mais uma forma ecológica e responsável de consumir. Comprar a pequenos produtores locais, artesãos, artistas ou alfarrabistas é importante, tal como comprar em segunda mão ou participar em ações solidárias de venda. Poupa dinheiro, e ajuda a sua comunidade e quem mais precisa. As feiras ao ar livre, em contexto de pandemia, são sempre boas opções. Lembre-se de apoiar também as marcas portuguesas. Se gosta de uma marca/loja, verifique se é nacional ou se os produtos são fabricados em Portugal.

Compre na mercearia, restaurante e pastelaria do seu bairro: depois de quase 2 anos tão difíceis para a restauração, se puder apoie os que estão próximos de si. Encomendar o bolo-rei, os sonhos, ou mesmo refeições cozinhadas, é um grande apoio para estes profissionais.

Produza os seus presentes: apresentações de fotografia ou vídeo, postais online ou em papel, cosméticos caseiros (há muitos tutoriais onde pode aprender a fazê-los), impressões de fotografia, bijuteria…cada um tem mais ‘vocação’ para produzir um tipo de coisa. Há muitas maneiras originais de oferecer uma coisa personalizada e de não gastar demasiado dinheiro.

Ofereça formação: uma boa ideia é oferecer um pacote de aulas, um workshop ou um curso a alguém próximo que precise de aprender algo. Estará a contribuir para a sua evolução pessoal, seja em termos profissionais ou de estudo, seja como passatempo. Há múltiplas formas de o fazer, mas há cada vez mais plataformas de e-learning, como a Coursera, que têm até opções gratuitas.

Ofereça férias ou passeios: o turismo precisa do nosso apoio e toda a gente precisa de férias. Uma das hipóteses é procurar grandes descontos em pacotes de férias, voos, aluguer de casas, escapadelas ou cheques-viagem. É claro que alguns destinos ainda sofrem alguma instabilidade, em termos de regras de testagem e quarentena, mas há destinos mais seguros, nomeadamente em Portugal. Quando as férias chegarem, vai saber bem não terem de fazer um esforço financeiro tão grande. Outra hipótese é oferecer uma atividade mais curta, seja um passeio de um dia ou de fim-de semana.

 

 



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro