6 Dicas para Acabar com o Cartão de Crédito

Crédito

6 Dicas para Acabar com o Cartão de Crédito

3 min Partilhar 8 de Novembro, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
cartão de crédito

Insisto regularmente nos cartões de crédito, não só porque acredito que são produtos financeiros extremamente úteis desde que possuam uma utilização responsável, como também acredito que um eventual deslize pode ser o inicio de uma ciclo de divida difícil de resolver.

Se possui regularmente preocupações com a divida dos cartões de crédito que detem então este artigo é para si. Sei que provavelmente terá pensado e dito para si mesmo que iria parar de usar o cartão de crédito. No entanto, é mais forte o desejo de utilizar e cada vez é mais difícil de se livrar da factura mensal que todos os meses parece aumentar e nunca mais tem fim.

Fique atento, este artigo é para si e para todos os que ainda não perceberam que poderão se encontrar na mesma situação no futuro.

1# Reconheça a Dívida do Cartão de Crédito

Este passo é essencial, pois só após a interiorização de que a divida do cartão de crédito está a tomar proporções consideráveis é que poderá iniciar uma estratégia ou criar condições para que ela desapareça.

Assim sendo, quanto paga mensalmente de cartão de crédito e qual a sua divida actual? Considera essa divida elevada e ela consome mais de 30% do rendimento disponível mensal da sua família?

São perguntas simples com respostas simples que tanto lhe dirá sobre a sua situação em relação ao cartão de crédito.

2# Tenha o Desejo de Se Livrar da Dívida do Seu Cartão de Crédito

Não se fazem omeletes sem ovos. Logo, não conseguirá terminar com a divida do cartão de crédito se não o desejar. Com o desejo de tal libertação irá possuir condições para estipular uma estratégia para acabar com o crédito e definir metas e objectivos. Não deixe este desejo só para sí, tente partilhar com outros elementos do seu agregado familiar, pois eles serão a força que necessita para continuar nos momentos mais difíceis.

3# Conheça a Sua Capacidade Financeira

Há quem goste de chamar planeamento financeiro. Ou seja, o conhecimento de todas as despesas e receitas do seu agregado familiar. Outros existem, que generalizam e chamam finanças pessoais. No entanto, prefiro chamar de capacidade financeira, ou seja, até onde o seu dinheiro o permitirá levar.

Conhece o seu ponto de equilíbrio? Aquele valor em que todas as suas despesas se encontram satisfeitas e todo o dinheiro que sobra é excedente e que esse excedente é necessário para poupança e eventuais desejos familiares.

Para facilitar o conhecimento do seu ponto de equilíbrio, sugiro que verifique se as suas despesas com créditos, água, luz, educação, gás. alimentação, entre outros representam no máximo 70% das suas receitas. Assim permanecerão todos os meses 30% para os seus desejos e poupanças. Na prática, passa por construir o seu orçamento familiar e controlá-lo com rigor.

Bem, muitas são as razões para possuir um fundo de emergência e uma dessas razões é livrar-se da divida do cartão de crédito. Na verdade, se está a pagar taxas de 15%-20% de juros com o cartão de crédito a utilização do seu fundo de emergência para pagar a divida seria uma investimento rentável, não concorda?

Se não possui um fundo de emergência porque não criar um nesta fase difícil em que pensa em se livrar do cartão de crédito. Como é óbvio todo o dinheiro que lá colocar não só poderá usar no futuro para acabar com o que falta de pagar como evita a tentação de usar o cartão de crédito sempre que acontece um imprevisto lá por casa.

4# Nunca Pague o Mínimo no Cartão de Crédito

Assim nunca irá pagar o seu cartão de crédito. A generalidade dos fornecedores de cartões de crédito não desejam que pague a divida do cartão de crédito rapidamente, pois assim não irão ganhar muito dinheiro. Eles desejam que pague durante algum tempo.

Só para ter uma ideia, uma divida de 1.000 euros com pagamento mínimo de 5% a uma taxa de juro de 17% demorará mais de 4 anos e 6 meses a pagar.

5# Pare de Usar o Cartão de Crédito

Faz todo o sentido terminar este artigo com a dica mais importante de todas, pois só com a consciencialização de que necessita de parar de usar o seu cartão de crédito conseguirá pagar a divida do seu cartão. Acredite nas suas capacidades, partilhe os seus desejos e não desista, pois irá verificar um bem-estar pessoal e financeiro assim que terminar com a sua divida no cartão de crédito.

6# Transforme a Dívida Do Seu Cartão de Crédito Num Crédito Pessoal

As dívidas de cartão de crédito são muito complicadas de amortizar. Uma forma de acabar de vez com essas dívidas é transformá-las num crédito pessoal. Nesta modalidade irá conseguir baixar significativamente a taxa de juro bem como começar a amortizar progressivamente o valor em dívida. Uma última alternativa será tentar um crédito consolidado. No entanto, estes dois processos podem precisar de um apoio específico. Se tiver alguma dúvida entre em contacto connosco.



Comments (1)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros