Conta Ordenado ou Cartão de Crédito?

Crédito Finanças Pessoais

Conta Ordenado ou Cartão de Crédito?

5 min Partilhar 2 de Outubro, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
cortar custos

Ao abrir uma conta bancário é provável que lhe proponham contratar uma conta ordenado e um cartão de crédito. Mas possivelmente não sabe que estes dois produtos podem ser semelhantes, sendo prudente optar por uma deles. Como optar?

Quando um cliente opta pela abertura de conta ordenado junto de um banco, quase que automaticamente, é-lhe atribuído um descoberto autorizado (plafond) que, regra geral, pode atingir os 100% do ordenado (na prática, o descoberto autorizado é uma das grandes causas de problemas financeiros familiares).

Como Funciona a Conta Ordenado

A conta ordenado pode ter associado uma linha de crédito disponível. Este plafond deve funcionar como um suporte ou garantia de liquidez para dias difíceis. Deste modo, o cliente sabe que tem sempre liquidez para fazer face a imprevistos, comprometendo-se a devolver o dinheiro ao banco no momento em que recebe o seu vencimento.

Sempre que a conta ordenado não tem dinheiro disponível (saldo positivo) o movimento acontece tendo por base o saldo autorizado, ficando assim a conta a negativo, mas tendo a autorização prévia do banco (o que significa que não pagará comissões por descoberto bancário).dinheiro símbolos

Como estamos a falar de contas ordenado, a cada 30 dias sensivelmente irá ocorrer um crédito do vencimento que irá regularizar o saldo a negativo mais os respectivos encargos (comissões e juros).

Alguns bancos começam a oferecer períodos grátis nos descobertos autorizados, podendo esses períodos ir até aos 30 dias. No entanto, raros são os que oferecem mesmo os 30 dias.

Como Funciona o Cartão de Crédito

Basicamente um cartão de crédito é um meio de pagamento que tem também uma linha de crédito associada. Esta linha permite a compra de bens ou serviços sem necessitar de ter o dinheiro disponível.

Para utilizar o dinheiro através do cartão de crédito, o cliente compromete-se a devolver esse mesmo dinheiro de acordo com regras pré-definidas num contrato. Poderá devolver 100% no momento do vencimento e nesse caso não paga juros (o período de crédito sem juros varia entre 20 a 50 dias). Pode devolver um valor inferior que será, no mínimo 3%-5% do valor em dívida.

Conta Ordenado ou Cartão de Crédito?Crédito

É certo que existe muitos clientes bancários que têm estes dois produtos em simultâneo e que efetuam uma gestão adequada dos mesmos. No entanto, ao ter dois produtos de crédito tem à partido o dobro da possibilidade de alguma coisa correr mal. Assim, sugerimos que opte por um dos produtos, tendo em conta algumas características que os diferenciam.

De todas as características destes dois produtos vejamos onde mais se diferenciam

O Cartão de Crédito pode ter Menos Comissões

O acesso ao descoberto nas contas ordenado não costuma ter uma comissão, como por exemplo as comissões de abertura ou de renovação do descoberto. No entanto, cada vez mais são aplicadas comissões mínimas quando é utilizado o crédito (nem que seja apenas €1).

No caso dos cartões de crédito a única comissão que costuma existir é a anuidade do cartão, que mesmo assim pode ser evitada escolhendo cartões sem anuidade ou realizando um montante mínimo de compras que isenta esta comissão.

Atenção aos Atrasos nos Cartões de Crédito

Apesar de poder ter menos comissões, a utilização do cartão de crédito é um grave perigo para as suas finanças pessoais. Na realidade, se não tiver dinheiro disponível irão ser-lhe aplicadas comissões muito penalizadoras, como as comissões de atraso, os juros de mora, comissão de emissão de 2ª via de extratos, etc.

De igual modo, os descobertos das contas ordenado, também penalizam quando o cliente não cumpre com as condições contratuais, como por exemplo, uma taxa de juro penalizadora por ultrapassagem de crédito acrescida de uma comissão.

Quando o cliente possui uma utilização correta de ambos os produtos, o cartão de crédito destaca-se pela inexistência de encargos, pois não existe lugar a juros nem a anuidades se optar por um cartão sem as mesmas.

Os Juros da Conta Ordenado são Inferiores

Definitivamente os juros do descoberto da conta ordenado são inferiores aos juros do cartão de crédito. Portanto, poderíamos dizer que as contas ordenado superam assim os cartões de crédito.

Todavia, os cartões de crédito têm um período de crédito grátis que ultrapassa o potencial de uma conta ordenado, estando assim em vantagem e permitindo ao seu utilizador beneficiar de até 50 dias sem juros.

Esta vantagem é garantida e não depende do banco onde abre conta, pois todos os cartões de crédito possuem esta funcionalidade.

Planos de Pagamento nos Cartões de Crédito Conferem Flexibilidade

A maioria dos cartões de crédito possuí uma linha de crédito associada que permite aos seus utilizadores criarem um plano de pagamento em determinadas compras. É como se fosse um crédito pessoal que está sempre disponível. O descoberto da conta ordenado não permite a criação deste plano de pagamentos, pois qualquer compra que efetuem com o descoberto será reembolsa até ao montante do vencimento.

Destacam-se aqui os cartões de crédito por permitirem o acesso a uma linha de crédito amortizável ao longo de um período pré determinado. Contudo, é preciso ter em conta que existe o custo dos juros neste tipo de parcelamento.

As Ofertas dos Cartões de Crédito Parecem Irrecusáveis

Aqui os cartões de crédito ultrapassam largamente os descobertos das contas ordenado, pois poucas são as contas ordenado que possuem ofertas para os seus clientes. Existem ofertas para todos os gostos, como máquinas de café, telemóveis, vales de desconto, seguros, etc. Apesar destas vantagens, devemos questionar-nos porque querem os bancos conceder estas ofertas… por que será?

Por qual optar?

conta ordenado e dinheiroComo pode verificar existem factores vantajosos em ambos os produtos, no entanto, o cartão de crédito possui mais vantagens. Definitivamente a flexibilidade do cartão de crédito, aceitação universal e os programas associados, são mais valias comparativamente com o descoberto.

Ambos os produtos necessitam de disciplina e utilização eficiente, pois tanto nos cartões de crédito como no descoberto pode acabar por entrar no ciclo da divida.

E se não Conseguir Pagar? O que fazer?

Nos cartões de crédito poderá chegar o momento em que não consegue pagar a totalidade do crédito utilizado e necessitará de pagar parcialmente ou o mínimo (não recomendamos. Se não conseguir pagar na totalidade veja como pode acabar com estas dívidas). Nestes casos existe sempre a possibilidade de realizar um plano de pagamento com o banco e anular o efeito rotativo do capital.

Nos descobertos das contas ordenado, o cliente pode viver mês após mês com a conta a negativo, pois uma vez utilizado todo o plafond, apenas quando ocorrer entradas de dinheiro extra ordenado, como por exemplo, subsídios de férias e natal ou trabalho extra, é que verá a conta a entrar a positivo. Facilmente entra numa espiral de endividamento que necessita de combater (veja como a Renegociação de Créditos pode ajudar).

Na minha opinião, deve-se separar as águas ficando a conta ordenado apenas com o saldo disponível do crédito do ordenado. Com esse dinheiro poderá efetuar as suas despesas fixas e variáveis e destinar uma parte para poupar dinheiro com regras.

O remanescente poderá ser utilizado para extras, ou se possuir uma conta remunerada ao dia, coloque lá o dinheiro e utilize um cartão de crédito para as compras excepcionais, isto é, tudo aquilo que apesar de não ser importante é fundamental para manter os níveis motivacionais em alta.

Como Acabar com uma Dívida Difícil?

A utilização recorrente da conta ordenado ou do cartão de crédito são sintomas para um problema de descontrolo financeiro. Mais uma vez, quando bem utilizados estes dois instrumentos podem permitir uma melhor gestão do seu dinheiro. Contudo, regra geral, são instrumentos mal utilizados e levam muitas famílias à ruína financeira.

Caso esteja com dificuldade em pagar estas suas dívidas poderá optar pela negociação de dívidas com o seu banco ou pelo crédito consolidado. Lembre-se que os créditos de curto prazo são os mais caros e mais difíceis de eliminar. Pode mesmo estar uma vida inteira a pagar uma dívida de um cartão de crédito… e os bancos adoram estes clientes.



Comments (2)
  1. Frederico correia Reply

    Posso pagar a prestação do meu carro com o dinheiro da conta ordenado ?

    1. João Barbosa Reply

      Bom dia

      Sim, pode faze-lo mas tenha em mente que estará a entrar numa espiral de endividamento. Talvez faça sentido analisar formas de resolver esse tema de raiz…

      Cumprimentos
      João


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros