As Coisas Não Acontecem Só Aos Outros!

0
139
acontecem

Podemos falar de diversos campos em que pensamos que as coisas só acontecem aos outros. No campo da saúde, pensamos que as doenças não nos vão tocar. Que nunca teremos cancro no pulmão, mesmo que fumemos 2 maços por dia. Que nunca teremos um acidente de viação porque somos melhores condutores, entre outros.

Não Somos Consumidores 100% Racionais

Este fenómeno é uma anomalia de raciocínio muito comum e muito estudada. Tendemos a avaliar a probabilidade de um evento tendo por base a proximidade com uma ocorrência de eventos semelhantes. Se é algo recente, que acontece com frequência ou com impactos sérios, tendemos a dar-lhe uma maior relevância (se reparar, esta é uma das estratégias de marketing para induzir sensações positivas que nos induzam o consumo).

O ser-humano está permeável a esta anomalia de excesso de confiança ou excesso de pessimismo, mesmo ignorando a interpretação estatística que lhe está subjacente. Enquanto consumidores, devemos considerar que os imprevistos irão acontecer sempre. Não conseguimos prever quando mas é certo que vão existir e que não acontecem só aos outros.

Todos Podemos Ter Sucesso

Não são só os outros que têm problemas assim como não são apenas eles que têm sucessos. Nós também podemos ter sucesso profissional, enriquecer, atingir os nossos objetivos. Infelizmente, somos mais uma vez traídos pela nossa natureza. Tendemos a considerar os nossos sucessos como fruto do nosso mérito e os sucessos dos outros como sorte ou mesmo como resultado de comportamentos moralmente inaceitáveis. O certo é que a sorte dá muito trabalho e não é garantido pois existem riscos e incertezas, que acabam por dar um brilho diferente às vitórias.

Qual a SUA Definição De Sucesso?

Esta é a principal questão. Podemos ter sucesso mas temos de saber o que queremos. Temos de delinear planos. Fazer orçamentos que nos permitam vencer as anomalias de raciocínio que falámos atrás. E depois começar o caminho, com confiança. Porque é possível controlar as nossas finanças pessoais. Basta querer.

Nota: Artigo Adaptado de Crónica no Jornal Destak

Avalie este artigo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorO Que É Um Crédito Em Linha?
Próximo artigoComo Escolher um Seguro de Saúde
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code