Já validou as suas faturas?

0
71
validar facturas

Começa a época do ano em que o IRS passa a estar na ordem do dia. A declaração anual dos rendimentos auferidos tem prazos importante de respeitar e que antecedem a entrega da declaração. Refiro-me, por exemplo, ao prazo de atualização do Agregado Familiar e Habitação (que terminou a 15 de fevereiro) ou ao prazo de validação das faturas no portal das finanças: faturas.portaldasfinancas.gov.pt, que terminará no próximo dia 25.

Como beneficiar de deduções?

Para podermos beneficiar de algumas deduções ao nosso rendimento de 2018 temos, antes de mais, de ter pedido nesse ano as faturas dessas despesas com o nosso número de contribuinte. Se não o fez, então sobre essas despesas já não será possível beneficiar de dedução. Contudo, mesmo que tenha pedido todas as despesas com número de contribuinte ainda há trabalho a fazer. O primeiro passo é ter consigo a senha de acesso às finanças. Se ainda não a tem já não vai ser possível receber dentro do prazo para validação das faturas, pois pode demorar até 5 dias. Mas peça-a quanto antes (sua e dos seus dependentes, se for o caso) pois vai precisar dela para os próximos prazos. Tendo consigo a senha deverá verificar no site referido acima se as faturas foram corretamente alocadas a uma das 11 possíveis categorias. A maioria já deve vir com a categoria correta, uma vez que os locais onde fez os gastos estão tipificados para a categoria do respetivo setor de atividade. Mas poderá haver ainda uma série de despesas que carecem de validação e que ajudam a atingir os valores máximos dos limites estabelecidos para cada categoria.

Um exemplo

A título de exemplo, a categoria onde se encaixam mais faturas é a das Despesas Gerais e Familiares (despesas de supermercado, contas da água, eletricidade, telecomunicações, combustível, etc) que permite deduzir 35% desses gastos e poderá representar uma dedução à coleta de 250€ por sujeito passivo, ou 45% até ao máximo de 335€ se estivermos perante famílias monoparentais.

Como verifica neste exemplo, se não atuar dentro dos prazos poderá estar a desperdiçar uma oportunidade de pagar menos imposto. Lembre-se que esta poupança só depende de si.

Avalie este artigo

Deixe um comentário

avatar
  subscrever  
Notificação de