Poupança Energética e Poupança Financeira

Educação Financeira Finanças Pessoais Poupar Dinheiro

Poupança Energética e Poupança Financeira

2 min Partilhar 5 de Dezembro, 2017

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Poupança energética

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou dados referentes ao consumo de energia em Portugal e concluiu que os portugueses estão a reduzir substancialmente este tipo de consumo.

Consumo de Energia Caiu Mais de 15%

Desde o início do século que as famílias conseguiram reduzir em mais de 15% o consumo de energia. Este mesmo estudo aponta para o facto de termos reduzido a dependência energética do exterior e para a diminuição da utilização energética per capita.

As análises a estes resultados podem ser interpretadas pela evolução natural da tecnologia, que tem permitido criar equipamentos mais “amigos do ambiente” e por isso com consumos mais baixos (exemplo claro são os eletrodomésticos e as tipologias de consumo associados), mas também há uma convicção de que os hábitos dos portugueses mudaram, pois estamos mais sensíveis ao desperdício em geral

As Transformações Culturais Trazem Resultados

Este bom indicador revela que há transformações culturais que levam tempo, mas que são bem sucedidas. Ainda nos lembramos de campanhas de substituição das lâmpadas, ditas, “normais” pelas lâmpadas económicas. No princípio estranhávamos as diferenças das lâmpadas, mas aos poucos acabou por se tornar uma realidade da maioria dos lares.

Grão A Grão…

Quem já se dedicou a fazer a análise da diferença de consumo diz que 1 lâmpada económica equivale a 5 das antigas e que a poupança anual é próxima dos 70€. Parece um valor com pouca expressão, mas já reparou que quem assimilou este hábito logo no início do século (altura a que reporta o estudo do INE) já poupou 1.200€ só com esta simples alteração de hábitos?

Quando falamos em poupanças não podemos ter um horizonte curto, pois aquilo que parece que não tem muita expressão no imediato, quando é analisando no médio longo prazo, chegamos a conclusões que nos animam. Este exemplo é só um entre vários possíveis e a conclusão é simples: temos de ter horizontes largos para garantir que o futuro é melhor que o presente.

Ponha O Dinheiro A Trabalhar Para Si

Todo este esforço de poupança tem como objetivo ter uma utilização mais racional dos recursos mas também poupar dinheiro. Não poupamos dinheiro por diversão mas para podermos utilizar o dinheiro no futuro. E ao investirmos o dinheiro temos a esperança de obter rendimentos. Neste contexto chamamos particularmente à atenção os produtos mais eficientes fiscalmente como sendo os seguros de capitalização e os planos poupança reforma. Poupa dinheiro, tem um rendimento e poupa nos impostos.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros