Quando Não Fazer Um Crédito Consolidado

Crédito

Quando Não Fazer Um Crédito Consolidado

2 min Partilhar 7 de Fevereiro, 2017

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Muito temos escrito sobre as vantagens e desvantagens de fazer uma operação de consolidação de créditos. Neste artigo queremos falar-lhe das situações em que d não deve pedir um f crédito consolidado, sempre conscientes de que a consolidação é uma solução que deve ser muito ponderada para não agravar os problemas.

Quando Não Tem Controlo Financeiro

Pode parecer um contrassenso pois quem pede um crédito consolidado tipicamente está já numa situação de descontrolo financeiro. No entanto, sabemos que os sintomas que induzem o descontrolo são diversos e muitas vezes escapam ao nosso controlo.

A consolidação de créditos tem a vantagem de permitir reduzir encargos mensais. Contudo, se não tivermos controlo acabamos rapidamente a fazer novo crédito. Aliás, é também possível pedir uma liquidez adicional no seu pedido de crédito consolidado… e aí temos de ter uma cautela redobrada.

Quando Não Queremos Cortar Com Os Cartões de Crédito

É verdade. Ao fazer uma consolidação de créditos liquidamos também os cartões de crédito e o descoberto da conta ordenado. Infelizmente, para muitas pessoas, o próximo passo consiste em voltar a utilizar os plafonds disponíveis. Mais uma vez, aumentamos o prazo do crédito ao mesmo tempo que nos endividamos ainda mais… e os juros e prestações a acumular.

Quando Não Queremos Mudar de Vida

O crédito consolidado ajuda-nos a mudar de vida. Ajuda-nos a colocar as finanças em ordem e garantir que conseguimos pagar os créditos e manter alguma qualidade de vida. É condição necessária mas não suficiente. Temos de querer mudar de vida. Querer cortar com o endividamento. Querer reduzir o consumo. Tudo para que consigamos voltar a ganhar as rédeas da nossa vida e libertar-nos desta prisão.

Quando Temos Incumprimentos Ou Penhoras

Ter um incumprimento ou uma penhora ou mesmo estando desempregado é condição que implica automaticamente que teremos uma recusa no nosso pedido, gerando frustração e fazendo-nos perder tempo precioso. Pode acontecer existirem empresas que nos prometem aprovações milagrosas… mas aí teremos uma má experiência e ainda agravamos o nosso problema financeiro.

As Contas São Simples… Mas Têm De Ser Feitas

A análise de um pedido de crédito consolidado implica claramente fazer contas. Temos de perceber que a consolidação pode baixar significativamente a taxa de juro (se estivermos a falar de consolidação com hipoteca, melhor ainda) mas também aumenta o prazo. Assim, é fundamental fazer contas e perceber se vamos pagar mais de juros ou se teremos a capacidade de amortizar antecipadamente os créditos.

Já Fez As Suas Contas?

Depois de fazer algumas contas (que poderá fazer com recurso ao simulador de crédito consolidado da Reorganiza) poderá constatar que o crédito consolidado não é para si. Se tem vários créditos, poderá sempre analisar a possibilidade de renegociar os créditos e com isso poupar sem aumentar o endividamento. Para qualquer conselho, bastará deixar o seu comentário na caixa abaixo.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros