Seguro de Vida | Porque deve Refletir um Pouco

Seguros

Seguro de Vida | Porque deve Refletir um Pouco

3 min Partilhar 17 de Dezembro, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
seguro de vida

Poucos são os que se preocupam com a subscrição de um seguro de vida isoladamente de uma operação de crédito. Apesar desta despreocupação muitos são os que o possuem, ou porque foi condição creditícia ou porque acidentalmente o subscreveram numa qualquer campanha de seguros.

Infelizmente o seguro de vida é visto como uma garantia adicional exigida pelos bancos para a concessão de determinada operação de crédito, sendo esta visão do seguro de vida errada e pouco representativa dos motivos que o poderão levar a subscrever o mesmo.

Antes de identificarmos os motivos pelos quais deveremos guiar o nosso espírito decisivo convém ter presente que um seguro de vida tem como principal objectivo garantir o pagamento de um capital previamente estabelecido contratualmente  em caso de morte e/ou Invalidez do cliente, independentemente das causas que originaram tal acontecimento, desde que, estas não estejam excluídas contratualmente.

Conheça as Exclusões do Seguro de Vida

Como é óbvio convém conhecer as exclusões para que não existam surpresas. Pode não ser fácil, daí poder fazer sentido ter um diagnóstico à sua carteira de seguros. Estas estão mencionadas nas condições gerais do seguro de vida, no entanto, muitas das exclusões são comuns à generalidade dos seguros, nomeadamente:

  • Doenças pré-existentes;
  • Álcool, drogas, narcóticos ou qualquer outras substâncias causadoras de alterações cognitivas;
  • Corridas de velocidade;
  • Desportos considerados radicais;
  • Guerra;

É importante não confundir o seguro de vida com um seguro de acidentes pessoais que garantem igualmente o pagamento do capital seguro em caso de morte ou invalidez mas desde que o acontecimento tenha por origem um acidente.

Voltando aos motivos pelos quais deveremos ponderar subscrever um seguro de vida vamos então identificar porque razão possuir um seguro de vida é muito mais do que o simples reforço da garantias prestadas a um banco aquando da contratação de um crédito.

Substituição de Fontes de Rendimento

Possuir elementos do agregado familiar que dependem do fruto do nosso trabalho é motivo suficiente para constituir um seguro de vida. Imaginemos um caso de um acontecimento impeditivo de auferir tal rendimento, como por exemplo, a invalidez ou até a morte, o capital seguro contratado será atribuído aos beneficiários que designou e aos quais pretende assegurar a existência de rendimentos, como por exemplo, os membros do agregado familiar.

Zelar pela Segurança da Família

É motivo suficiente para fazer um seguro de vida, pois caso exista um acontecimento indesejado a segurança financeira esta segurada pelo menos no período de adequação à nova realidade.

Garantir a Educação dos Seus Filhos

Quem possui filhos menores tem obrigações acrescidas, nomeadamente, a educação dos mesmos. Caso exista um acontecimento indesejado poderá por em risco o futuro dos seus filhos pelo que, faz todo o sentido considerar este motivo como suficiente para subscrever um seguro de vida.

Mantenha os seus Compromissos Financeiros

Este motivo é o mais comum pois é também exigência dos bancos como reforço das garantias do crédito. No entanto é necessário também ter presente que a existência de seguro de vida para esta finalidade garante que não compromete o futuro do seu agregado familiar deixando estes carregar com compromissos  financeiros assumidos  por você.

Na contexto da garantia de uma boa saúde financeira, poderá também analisar as potencialidades da negociação de créditos ou mesmo da consolidação de créditos como forma de baixar os seus custos e manter um orçamento familiar equilibrado.

Subsistência do Cônjuge

Num casal e em caso de morte ou invalidez um seguro de vida vem reforçar a segurança financeira que o cônjuge sobrevivo necessita para continuar a sua cruzada.

Considerações Finais

Está claro que a responsabilidade de cada um nós em subscrever um seguro de vida é acrescida sempre que possuímos um agregado familiar pelo qual somos responsáveis. Também a existência de filhos pesa na tomada de decisão e não existe maior conforto senão saber que na nossa ausência a segurança dos mesmos está assegurada pelo menos a segurança financeira.

Qual o Melhor Seguro de Vida?

Se quer saber o melhor seguro de vida para o seu caso concreto sugerimos que fale com um mediador de seguros independente e sem exclusividade. A Reorganiza trabalha com várias mediadoras de seguros que prestam um ótimo serviço sem custos para os seus clientes. Se desejar ser contactado teremos todo o gosto em encaminhar o seu processo para os nossos parceiros. Preencha o formulário à esquerda ou envie-nos um email aqui.

Leia também:



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros