-->

SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

Tabaco – traz custos futuros com a sua saúde

Seguros

Tabaco – traz custos futuros com a sua saúde

5 min Partilhar 17 de Novembro, 2022

Search
Generic filters
Exact matches only

O Tabaco traz custos futuros com a sua saúde, mas também tem custos hoje na sua carteira. O tabaco é nocivo para a saúde . É um facto repetido incessantemente pelos médicos e que consta nos maços de tabaco que se continuam a vender em grande quantidade.

Mas se os fumadores sabem que fumar faz mal à sua saúde porque continuam a fumar? E será que têm noção do mal que estão a provocar nas crianças e nas pessoas que estão à sua volta? E que no futuro os custos que vão ter com a sua saúde são elevados?

Isto para não falar no peso do custo do tabaco no orçamento mensal. E será que sabem quanto do preço que pagam diz respeito a impostos?

Cerca de 80% do preço do tabaco são impostos

Numa altura em que todos nos queixamos do custo de vida e da grande carga fiscal, sabia que cerca de 80% do preço do seu maço de tabaco são impostos, isto é receita do Estado?

Pois é verdade. Sobre o preço do tabaco incide para além do IVA o Imposto do Tabaco, que faz parte dos Impostos Especiais de Consumo (IEC). E este imposto vai ser atualizado em 4% ( taxa de inflação prevista para o próximo ano), o que permitirá que o Estado arrecade uma receita adicional de 57 milhões de euros em 2023.

Sabia que até julho de 2022 o Estado já tinha arrecadado 826,5 milhões de euros com o Imposto do Tabaco, prevendo-se que até ao final do ano receba 1.43 mil milhões de receitas deste imposto? Um valor astronómico, certo?.

Agora que já sabe quanto está a contribuir para impostos, pense em deixar de fumar.

O consumo de tabaco aumenta o prémio dos seus seguros

Sim, de facto assim é. Quer no seu seguro de vida quer no seu seguro de saúde se for fumador irá seguramente pagar mais pelo seguro do que um não fumador. Isto, porque o ser fumador, é mais um dos fatores que as seguradoras têm em conta na altura de avaliar o risco e determinar o preço que lhe irão cobrar (o prémio do seguro).

Para a seguradora, ou já existem problemas de saúde ou existem fortes probabilidades de vir a ocorrer no futuro. Terão de incorrer em despesas futuras e irão repercutir isso no preço que lhe vão cobrar anualmente.

Assim, o tabaco traz custos futuros para a sua saúde, mas também tem custos hoje no seu orçamento.

As doenças que o tabaco pode provocar no fumador

De acordo com a OMS o tabaco mata cerca de metade dos fumadores, mas são muitas as doenças que pode provocar, nomeadamente:

  • doenças cardiovasculares;
  • aumento do risco de AVC
  • doenças pulmonares, sendo a mais grave o cancro no pulmão
  • aumento de gengivites e maior probabilidade de cancro na boca
  • úlceras no estômago e maior probabilidade de cancro no estômago e intestinos
  • diminuição das resistência óssea
  • aumento da infertilidade e maior probabilidade de aborto espontâneo

E ao ser afetado por uma ou mais destas doenças, os gastos que irá ter com a sua saúde serão seguramente elevados. Ou seja, o tabaco irá trazer-lhe custos futuros com a sua saúde.

O tabaco também afeta as pessoas que convivem com o fumador

Mas não é apenas o fumador que pode ser afetado pelo fumo do tabaco. Ao fumar, todos os que o rodeiam, os denominados fumadores passivos, sejam eles adultos ou crianças irão respirar os fumos tóxicos deixados no ar pelo fumador.

Mas as consequências são ainda maiores, já que os bebés, ainda na barriga da mãe, são também afetados pelo fumo inalado pela mãe fumadora.

O impacto do fumo nas crianças

Existem estudos que evidenciam que em casas onde os pais fumam, a dose de nicotina encontrada no corpo das crianças é o equivalente à de um fumador ativo que fume entre 60 a 150 cigarros por ano. Um valor enorme para quem não é responsável. Já pensou no mal que está a provocar no seus filhos?

Fumar junto da criança, mesmo que ainda esteja na barriga da mãe, está diretamente relacionado com bronquites, pneumonias, tosse crónica e infeções do ouvido médio.

O impacto do fumo nos bebés em gestação

Fumar na gravidez é claramente perigoso. Para além de existir um risco acrescido aborto, parto prematuro e deslocamento da placenta, o tabaco também está associado ao desenvolvimento de danos congénitos no sistema respiratório e neurológico do feto. Além disso, pode afetar o sistema imunitário do bebé conduzindo a infeções respiratórias e levar a um menor crescimento ao nível do peso e do comprimento.

Deixar de fumar é difícil, mas consegue-se

Fumar é um vício, e como todos os vícios nem sempre é fácil de o abandonar.

Mas este é seguramente um vício como o qual, se é fumador, deverá mesmo cortar. Pela sua saúde, pela dos seus filhos e pela sua carteira.

Ora, a primeira preocupação será a de que todos os que deixam de fumar engordam, e por isso poderiam estar a trocar um problema de saúde por outro: o aumento de peso.

Porque aumentamos de peso ao deixar de fumar

Sabermos porque ocorre este aumento de peso é certamente uma maneira de o saber evitar.

Ao deixar de fumar a ausência de nicotina irá:

1 Aumentar o seu apetite

Se quando fuma tem menos apetite, o inverso irá acontecer ao deixar de fumar. Irá ter vontade de comer alimentos ricos em açúcar e gordura, já que sendo fonte de energia irão libertar no cérebro a serotonina e a dopamina, substâncias idênticas à nicotina.

2 Alterar o metabolismo em repouso

Se no seu corpo existir nicotina o seu corpo irá necessitar de gastar mais energia para manter as suas funções vitais enquanto estiver em descanso. Assim quando deixar de fumar a energia despendida é menor o que leva a um aumento de peso.

3 Acumular mais gordura

A gordura corporal é usada pela nicotina como uma fonte de energia. Assim, ao retirar a nicotina do seu organismo irá existir uma maior acumulação de gordura, principalmente na zona do abdómen e pernas

Como não aumentar de peso ao deixar de fumar

Sabendo porque irá engordar com a ausência de nicotina, chegou a altura de saber o que pode fazer para evitar e com isso melhorar significativamente a sua saúde atual e futura.

1 Consulte um nutricionista

Se não sabe por onde começar o melhor mesmo é consultar um especialista que o pode ajudar nesta fase. Muitos dos seguros de saúde incluem este tipo de consultas.

2 Faça um plano alimentar e evite dietas extremas

Faça um plano de alimentação saudável, evite aquela dietas restritivas, lembre-se que se está a provar do tabaco não é a melhor altura para se privar de outras coisas.

3 Tenha sempre por perto frutos secos

Embora de forma moderada, comer frutos secos quando tem vontade de fumar pode seguramente ajudar.

4 Fazer pequenas refeições ao longo do dia

Comer ao longo do dia é a receita de todas as dietas saudáveis. Os níveis de açúcar e de energia irão manter-se estáveis ao longo do dia.

5 Beber muita água

A água é vital para o funcionamento do organismo, para manter o seu peso e para libertar o organismo da nicotina.

6 Faça desporto

Fazer desporto diminuiu a ansiedade, produz serotonina, a hormona de felicidade, e reduz a vontade de fumar. Faça desporto e sinta-se bem. Deixe o tabaco e reduza os custos futuros com a sua saúde.

SIMULE SEM COMPROMISSO

Declaro que aceito os Termos e Condições e a Políticas de Proteção de Dados. Aceito que os meus dados pessoais sejam processados pela Reorganiza no âmbito da atividade de Mediação de Seguros.
Gostaria de receber a newsletter da Reorganiza no meu email.
Aceito ser contactado pela Reorganiza para aconselhamento em outras formas de poupança (Crédito e Produtos de Aforro).

SIMULE SEM COMPROMISSO

Declaro que aceito os Termos e Condições e a Políticas de Proteção de Dados. Aceito que os meus dados pessoais sejam processados pela Reorganiza no âmbito da atividade de Mediação de Seguros.
Gostaria de receber a newsletter da Reorganiza no meu email.
Aceito ser contactado pela Reorganiza para aconselhamento em outras formas de poupança (Seguros e Produtos e Aforro).


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro