Ser um agente de saúde passa também pela forma de pagamento

Finanças Pessoais

Ser um agente de saúde passa também pela forma de pagamento

2 min Partilhar 3 de Abril, 2020

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type

Se vai às compras tem duas questões a dar resposta. Será que precisa de sair? Como vai pagar as suas compras?

Os pagamentos de bens e serviços fazem parte do nosso dia-a-dia. É rotineiro. Nunca pensamos no impacto que isso pode ter na nossa vida e na vida das outras pessoas. Até que passámos a estar expostos ao novo coronavírus (COVID-19). Para reduzir a probabilidade de contágio podemos escolher métodos de pagamento mais seguros, como sendo o MBWAY.

De acordo com o SIBS Analytics, foram efetuadas 103 milhões de operações de pagamento eletrónicos em Fevereiro. Deste total:

  • 34 milhões realizaram-se em mercearias, hiper e supermercados;
  • 18.5 milhões em restauração e catering;
  • 4 milhões em moda e acessórios;
  • 4.7 milhões para pagamentos de telecomunicações e utilities.

O problema é que, de acordo com a OMS, o novo coronavírus pode manter-se ativo em notas, moedas, corrimões, maçanetas, carrinhos de supermercados ou botões de elevadores. Assim, percebemos o risco de efetuar pagamentos em dinheiro físico. Adicionalmente, torna-se também perigoso o contacto com terminais de pagamento físico ou máquinas de ATM para levantamentos e outras operações. Este facto levou a Associação Portuguesa de Bancos a promover a utilização dos canais digitais dos bancos, facto que veio acompanhado pela redução das principais comissões cobradas nestes canais.

Neste contexto, aplicações bancárias ou o serviço MBWAY permitem realizar a grande maioria de transações que precisamos, nomeadamente transferências e pagamentos de compras de forma segura e cómoda. Infelizmente, existe ainda uma faixa etária que desconhece ou desconfia das potencialidades destas nossas aplicações, sendo que esta tende a ser a faixa etária mais em risco, nomeadamente os mais idosos. Assim, recomendamos que os filhos e netos dediquem algum tempo a ensinar e a promover a utilização destas ferramentas, de modo a proteger a sua saúde. E a grande vantagem é que a maioria dos serviços é gratuita.

Por todas estas razões mantenha-se longe do dinheiro físico. #getawaywithcash



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros