SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

Seguro de Vida – Será que Precisa?

Seguros

Seguro de Vida – Será que Precisa?

3 min Partilhar 20 de Maio, 2022

Search
Generic filters
Exact matches only
seguro de vida

Neste artigo ajudamos a decidir se precisa de um seguro de vida. Com alguma probabilidade já terá ouvido falar e pensado sobre seguros de vida. Se tem um crédito habitação é muito provável que até tenha contratado o seguro de vida para proteger o banco. No entanto, são ainda poucas as pessoas que valorizam a segurança financeira de um seguro de vida pois consideram o custo mensal dinheiro deitado à rua.

Um seguro de vida permite garantir a sustentabilidade em caso de morte ou invalidez. Existe um benefício financeiro para os sobreviventes ou para os beneficiários do seguro, no entanto, caso esteja solteiro sem qualquer dependente ao seu encargo será que necessita de um Seguro de Vida.

Será que precisa de um seguro de vida?

As coberturas de um seguro de vida são válidas tanto em caso de vida com de morte, mas nem todos precisamos de um seguro de vida, principalmente porque este ainda pesa um pouco no orçamento familiar.

Se não possui dependentes que dependem do esforço do seu trabalho e dos seus rendimentos para sobreviver, não terá muito interesse em contratar um seguro de vida. No entanto, caso o seguro de vida possua cobertura de invalidez pode fazer sentido, não só porque irá permitir a manutenção do seu nível de vida em caso de invalidez com também lhe dará a segurança de que o seu futuro se encontra estável.

Assim sendo, podemos dizer que precisa de um seguro de vida sempre que tem:

  • Alguém a seu cargo (filhos, esposa, amigos, pais que vivem consigo, entre outros.)
  • Um empréstimo (compra de carro, compra de casa, entre outros de valor considerável)
  • Um emprego de risco;
  • Rendimentos e precisa deles para sobreviver.

No entanto, a importância do seguro de vida pode diminuir consoante a sua situação pessoal e profissional o que pode permitir questionar se precisa mesmo desta segurança. Não influenciando tomadas de decisão, existem situações em que pode não precisar destes seguros, como por exemplo:

  • Não tem nenhum dependente que necessite dos seus rendimentos
  • Está reformado e vive dos seus investimentos e das suas poupanças
  • Garante aos seus dependentes e mulher/marido uma estabilidade financeira agora e no futuro;

Então precisa ou não precisa do seguro?

Neste campo muitas são as opiniões e todas são válidas. Alguns especialistas afirmam que independentemente de ter dependentes ou pessoas a seu cargo todas as pessoas devem contratar o seguro. Outros especialistas, dizem que se é solteiro e não tem ninguém a se cargo, ou se está casado recentemente, sem filhos e com dois vencimentos, então não necessita desta segurança reforçada.

A ideia é simples e todas se resumem à existência ou não de dependentes a seu cargo ou de rendimentos. No entanto, os seguros de vida são muito mais do que um beneficio financeiro para os dependentes. A generalidade dos seguros de vida tem coberturas de invalidez e por norma são mais baratos para os mais jovens do que para os de maior idade.

Assim sendo, caso existam rendimentos e depende desses rendimentos, faz todo o sentido contratar um seguro destes independentemente da sua condição pessoal ou familiar.

Apesar de ser um encargo, os seguros de vida são cada vez mais um produto padronizado, com pacotes específicos e coberturas específicas. Logo é possível encontrar um bom seguro de vida com um prémio acessível, no entanto, existem itens que convêm esclarecer junto do seu mediador de seguros:

  • Quais a coberturas?
  • Invalidez – Qual a percentagem?
  • Existem exclusões?
  • Têm cobertura no estrangeiro?
  • Em caso de sinistro, qual o procedimento a tomar?
  • Posso ter acesso às condições gerais do seguro antecipadamente?
  • Quanto tempo demoram a indemnizar perante um sinistro?

Finalizando

Ter um seguro de saúde Portugal é uma prática comum exigida pelos bancos aquando da contratação de um empréstimo e a generalidade dos clientes bancários só têm esse seguro porque é obrigatório. Em outros Países, contratar um seguro de vida é como ter um seguro automóvel (obrigatório por lei em Portugal) porque protege aa pessoa segura e dos seus dependentes caso estes existam. Assim sendo, é fundamental avaliar a nossa vida profissional e pessoal e determinar se Precisamos ou não de um Seguro de Vida.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro