Burlas na Net

Educação Financeira

Burlas na Net

2 min Partilhar 29 de Março, 2019

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Cartão de Crédito

Nesta 4ª feira passou na CMTV uma reportagem muito oportuna, referente a uma investigação sobre burlas na internet de falsas empresas de intermediação de crédito.

Os Intermediários de Crédito vinculados não lhe cobram comissões!

Sendo a Reorganiza uma empresa Intermediária de Crédito esta reportagem é para nós de crucial importância. Na nossa atividade diária temos alguns casos de clientes que nos relatam que já pagaram a outras empresas para terem o seu pedido de financiamento aprovado. Sempre que ouvimos isso desconfiamos logo de estarmos diante de uma burla e procuramos alertar os clientes para isso, pois uma empresa que seja intermediária de Crédito Vinculada está expressamente proibida de cobrar qualquer valor aos seus clientes.

Uma empresa como a Reorganiza tem de ser remunerada, mas neste caso a remuneração do serviço prestado é feita pelos bancos e nunca pelos clientes. Os burlões que continuam a atuar neste mercado também se aproveitam de alguns comportamentos de risco dos potenciais clientes. Por isso, aproveito esta oportunidade para lembrar que nunca deve escrever o seu email ou número de telefone num espaço público, como as redes sociais tipo Facebook.

Cuidados a ter para evitar uma burla

Existem especialistas em burlas que estão atentos a estes comportamentos e assim que apanham algum dado pessoal estabelecem o contacto como se fossem uma empresa. Também deve estar atento a pedidos de amizade que recebe nas redes sociais, também essa forma de atuar não é própria de uma empresa credível.

Garanta que trabalha com um intermediário de crédito credível

Com a obrigatoriedade de as empresas intermediárias de crédito estarem registadas no Banco de Portugal, estas passaram a ter um número de registo que deverá estar nas comunicações com os clientes (no nosso caso é o número 0000304). Ainda assim, a melhor forma de testar a veracidade destas empresas é pesquisar no Portal do Cliente Bancário do BdP se consta lá o nome. A melhor forma de combater estas situações é procurar informação e isso está ao seu alcance.

Nota – Artigo adpatado de crónica no Jornal Destak



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros