Porque Não Fazemos Mais Seguros?

0
387

Somos conhecidos como o povo do desenrasca. Tendemos a não gostar de prevenir. Não acautelamos o futuro, muitas vezes por dificuldades financeiras mas outras vezes por desconhecimento ou mesmo por desinteresse. Porque não fazemos mais seguros?

Por Que Não Gostamos dos Seguros?

Por que motivo não gostamos de pagar o seguro de vida do crédito habitação? Por que motivos pagamos o mínimo possível no seguro auto? A tranquilidade tem um valor incalculável. Sim, podemos não ter dinheiro para contratar alguns destes seguros, mas se os considerássemos como fundamentais para a segurança das nossas famílias, talvez encontrássemos algum espaço no orçamento.

Os Seguros Financeiros Também Podem Ser Interessantes

No caso específico dos Seguros Financeiros, sabemos que temos de percorrer um grande caminho. A sociedade está em profundas alterações. Vivemos mais anos e teremos de acautelar as nossas reformas (mesmo que nos tentem convencer que a Segurança Social estará cá para nós). Vivemos com mais riscos e talvez seja prudente começar a pensar como gerir estes riscos. Talvez seja prudente aumentar as nossas poupanças de longo prazo. E certamente que temos de olhar para este problema como prioritário.

Uma das formas mais utilizadas noutros países passa por subscrever seguros que nos ajudem a passar o risco para companhias de seguros. Sim, teremos de pagar um prémio e teremos alguns custos, mas são custos que nos ajudarão a prevenir consequências negativas nas nossas vidas. E o mais importante é que existem seguros para todos os gostos e necessidades. Basta que queiramos atuar de forma preventiva. E já agora, quebrar alguns mitos que costumam estar associados aos seguros.

Como Começar a Poupar?

Uma forma de começar a usar os seguros de modo a protegermos o nosso rendimento e património e de modo que consigamos ter a melhor relação entre preço pago e coberturas é pelo recurso a um mediador independente. Se quiser começar a poupar já hoje no seguro de vida do crédito habitação sugerimos que preencha o formulário de seguros. O Importante é iniciar o processo!

Avalie este artigo
COMPARTILHAR
Artigo anterior7 Dicas para Melhorar a Sua Comunicação
Próximo artigoPorque É Que O Défice É Mau?
João Morais Barbosa
Iniciou a sua carreira no setor financeiro onde desempenhou funções de analista de ações e gestor de fundos de investimento. Especialização em mercados e ativos financeiros no ISCTE e uma pós-graduação em Análise Financeira no ISEG, curso que lhe conferiu o Certificado Europeu de Analista Financeiro. Fundou a Escola de Finanças Pessoais – sendo co-autor de seis livros nesta temática (Manual das Finanças Pessoais, Manual da Poupança, Como Acabar com as Dívidas Pessoais e Familiares, O meu primeiro livro de Finanças Pessoais e Como ensinar o meu filho a poupar, Viva uma Reforma Feliz). Através da Escola de Finanças Pessoais já formou mais de 5.000 colaboradores de empresas nacionais e internacionais. Tendo sido Diretor-Comercial na DignusCapital, decide criar o seu projeto próprio na área da renegociação e intermediação de crédito, fundando a Reorganiza, empresa onde trabalha atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA