Finanças Pessoais em 6 Simples Regras

Poupar Dinheiro

Finanças Pessoais em 6 Simples Regras

3 min Partilhar 8 de Dezembro, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
depósito a prazo

Recentemente recebi um email onde me questionavam o porquê de existirem tantos artigos e tantos pontos de vista sobre Finanças Pessoais. Na verdade, Finanças Pessoais aborda uma imensidão de itens e assuntos, pois qualquer item onde seja possível uma optimização e consequentemente uma melhoria em termos de dinheiro então poderá ser considerado um item em Finanças Pessoais. Contudo, arrisco-me a dizer que neste artigo irá encontrar tudo o que precisa de saber sobre Finanças Pessoais e em 6 simples regras:

1ª REGRA – Gastar menos do que ganha

Deverá saber o quanto ganha todos os meses e quanto gasta todos os meses para apurar a diferença. A diferença é a situação líquida que se quer o mais positiva possível. Se estiver negativa está em défice e é necessário cortar custos, reduzir prestações e procurar ganhar mais dinheiro.

2ª REGRA – Ou Gasta Menos ou Ganha Mais

Já verificamos anteriormente que gastar menos é a regra mais importante em Finanças Pessoais, no entanto, se conseguir ganhar mais dinheiro então estará a procurar controlar as suas Finanças Pessoais. Não existem segredos. O objectivo é possuir situação liquida positiva.

3ª REGRA – Viver de Acordo com as Possibilidades

Procure maximizar todas as suas tarefas e todas as atitudes que toma em relação ao dinheiro e nunca sinta que está a aplicar mal o seu dinheiro. Olhe para os seus hábitos de consumo e de poupança e procure corrigir tudo o que considera errado ou que lhe proporcionam resultados inferiores.

Viver uma vida simples não é ser miserável mas sim viver com todas as condições necessárias para uma vida confortável e abundante mas sempre com o sentimento da melhor e mais rentável escolha.

4º REGRA – Aprenda a Gerir o seu Dinheiro

Atribua importância ao futuro e à estabilidade financeira aprendendo a planear a sua reforma e construindo um orçamento familiar e um Fundo de emergência para dias difíceis. Olhe para os seus créditos do ponto de vista global, conhecendo cada variável que possuem, como por exemplo, montante, taxa de juro, comissão de processamento, prazo, datas de pagamento, data fim, encargos com amortização, etc… Crie uma estratégia para amortizar créditos com maior taxa de juro para maiores poupanças.

Considere em aprender um pouco sobre investimentos alternativos aos tradicionais depósitos a prazo e poupanças e procure diversificar o seu cabaz de produtos sempre com o objectivo de maximizar a rentabilidade dos mesmos. Nunca se distraia quando o assunto é dinheiro.

5º REGRA – Defina o seu Caminho

De nada vale a pena consciencializar-se de que quer organizar as suas Finanças Pessoais se não sabe onde começar e para onde caminhar. Definir objectivos mensuráveis permite-lhe encontrar o seu caminho. Os objectivos poderão demorar algum tempo a atingir mas saberá que cada passo que dá é um avanço na sua cruzada.

6ª REGRA – Ainda Vai a Tempo

Nunca é tarde para organizar as suas Finanças Pessoais, mesmo que os objectivos considerados de longo prazo não o sejam para o seu caso.

Existem objectivos de curto prazo que proporcionam estabilidade financeira e permitem gerir melhor o seu dinheiro, como por exemplo, aplicar algumas dicas de poupança individualmente ou em família, criar um fundo de emergência que garanta a estabilidade financeira durante pelo menos 6 meses, analisar as suas contas bancárias e acabar com comissões, negociar os seus créditos e criar uma estratégia para amortizar créditos ou parar de utilizar cartões de crédito são alguns objectivos de curto prazo que estão ao seu alcance.

O importante é começar já hoje a organizar as suas Finanças Pessoais, iniciando pela gestão do seu orçamento familiar sempre com o objectivo de identificar de onde vem e para onde vai o seu dinheiro. Neste contexto, sugerimos também que experimento o software de gestão Boonzi onde poderá ver todas as potencialidades de uma correta gestão do seu dinheiro.

Com o conhecimento claro de tudo o que rodeia o seu dinheiro saberá por onde começar.

 



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros