Qual o valor máximo do automóvel que pode comprar?

0
4920
automóvel

A euforia recente em Portugal tem levado cada vez mais pessoas a querer voltar a consumir e a investir em bens mais duradouros, como sendo a compra de um novo automóvel. No entanto, dizem as regras da prudência que necessitamos de fazer contas e de ser conservadores na análise. Deixamos de seguida um simulador para o ajudar a decidir o valor máximo do automóvel que pode comprar.

Simule aqui

Como usar o simulador de crédito automóvel

Este simulador do valor máximo do automóvel que pode comprar é uma ferramenta que pretende ajudar na sua decisão. Foi construído com alguns critérios próprios e não é uma ferramenta “científica”. No entanto, acreditamos que pode ser muito útil para a sua tomada de decisão. Considera alguns campos:

  • Rendimento líquido do agregado – A soma do valor dos salários líquidos dos membros do agregado familiar. Na prática, o valor que é transferido pelo empregador para a sua conta bancária (pode confirmar também a calculadora do salário líquido da Reorganiza);
  • Encargos fixos mensais – Aqui deve considerar o valor de todas as prestações mensais que emanam de contratos, como sendo os créditos, os seguros, a prestação das telecomunicações, eletricidade ou água, por exemplo. Caso tenha despesas com colégios ou outras deverá contemplar também esse valor;
  • Despesas essenciais – Existem diversas despesas que não sendo fixas são essenciais para a sua vida, como sendo as despesas com alimentação, educação dos filhos, gasolina ou medicamentos. Aqui deverá ser cuidadoso pois ao comprar um novo automóvel a crédito ou a leasing irá assumir um novo encargo fixo ao qual não pode fugir;
  • Entrada inicial – Se possível deverá procurar dar sempre uma entrada inicial para reduzir o valor do financiamento. Esta entrada pode ser dada em dinheiro ou considerando a entrega do seu automóvel como retoma ou abate;
  • Prazo – Qual o prazo em que pretende acabar de pagar o carro. Quanto menor o prazo maior o encargo mensal mas também menores serão os juros a suportar com a aquisição;
  • Taxa de juro – Esta será a taxa que inclui todos os encargos com o carro. Vai depender do banco ou instituição financeira bem como da modalidade de pagamento. É fundamental que conheça a diferença entre o crédito e outras soluções como o leasing ou o ALD.

Resultados do calculador do valor máximo que deve pagar pelo automóvel

Depois de introduzidas as informações acima indicadas irá ter três campos de resultados. Um primeiro é o disponível orçamental e depois dois valores do automóvel. Estes serão valores conservadores pois acreditamos que deve ser pessimista na análise para evitar situações de dificuldade financeira no futuro. São eles o valor máximo e o valor máximo recomendável.

  1. Disponível orçamental – Este é o resultado da diferença entre o rendimento líquido, os encargos fixos e as despesas essenciais. Deixamos uma margem de segurança para eventuais erros.
  2. Valor máximo – Como o nome indica, este deverá ser o valor máximo do automóvel a adquirir. Valores superiores não terão enquadramento no seu orçamento mensal pelo que rapidamente poderá entrar em dificuldade financeira. Mais uma vez, usamos estimativas conservadoras mas mesmo assim sugerimos que nunca ultrapasse este valor;
  3. Valor máximo recomendável – Talvez por defeito profissional, acreditamos que devemos deixar espaço no nosso orçamento familiar para a poupança e para uma margem de segurança. Assim, tendo em conta os dados apresentados, sugerimos que seja exigente consigo e que apenas invista no automóvel este valor recomendado. Assim irá ter espaço no seu orçamento para constituir um produto de poupança ou mesmo para amortizar o crédito mais rapidamente do que previsto, poupando com isso muito dinheiro em juros.

Esperemos que o simulador seja útil e caso tenha sugestões ou comentários não hesite e utilize a caixa de comentários abaixo. Teremos todo o gosto em receber as suas sugestões para melhorar este nosso simulador e ajudar mais pessoas nas suas decisões de consumo.

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA