SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

SIMULE AQUI SEM COMPROMISSO O SEU CRÉDITO HABITAÇÃO

Dicas para usar melhor o cartão de crédito

Crédito

Dicas para usar melhor o cartão de crédito

4 min Partilhar 30 de Maio, 2022

Search
Generic filters
Exact matches only
cartão de crédito

Os cartões de crédito podem ser ótimas ferramentas de finanças pessoais, quando bem utilizados. No entanto, ao usar mal um cartão de crédito está a convidar para a sua cara um problema financeiro muito grave. Neste artigo deixamos as melhores dicas para tirar o melhor proveito de um cartão de crédito.

Garanta que tem a capacidade financeira

Antes de pedir um cartão de crédito, deve verificar se tem ou não a capacidade financeira para suportar as prestações. Aliás, dizem as melhores práticas que deve pagar a dívida a 100% para evitar pagar juros elevados.

Atenção à taxa de esforço

Se usar o cartão sem pagar a dívida a 100%, procure garantir que não gasta mais de 10% do seu rendimento mensal na prestação. Deste modo, garante que tem capacidade financeira para suprir as restantes despesas, como o crédito habitação, o pagamento do automóvel ou as despesas básicas mensais.

Compare os diversos cartões no mercado

Existem muitos cartões disponíveis para utilização no mercado. Aliás, a concorrência é tão grande que cada um tem as suas ofertas. Uns oferecem telemóveis. Outros oferecem descontos ou programas de cash-back. No entanto, foque-se em especial nos custos e comissões.

Atenção à anuidade

Por norma, os cartões com anuidade têm taxas mais baixas. No entanto, se vai usar o cartão a 100%, a taxa de juro não é o fator mais importante a ter em consideração. Evite ter de pagar uma anuidade pois é acaba por ser uma comissão idiota.

Leia as condições do cartão

Ao contratar uma linha de crédito que está sempre disponível, temos de saber as regras do jogo. Assim, leia as letras pequenas e perceba como funciona, nomeadamente os momentos de pagamento de prestações, as comissões associadas e afins.

Conheça a taxa de juro

Se não usa o cartão com pagamento a 100%, irá suportar um juro anual pelo dinheiro em dívida. Neste caso, deve conhecer a taxa de juro.

Negoceie a taxa de juro

Com grande probabilidade não conseguirá negociar a taxa de juro no momento de contratação, taxa essa que costuma estar encostada à taxa máxima disponível. No entanto, isso não implica que não tente negociar a taxa, quer seja no momento de contratação quer seja mais tarde, pois a queda das taxas de juro de mercado têm de ser refletidas no seu contrato.

Se não percebeu alguma coisa…

Se não percebe alguma coisa ou se ainda tem dúvidas quanto a algum tópico do contrato, não assine nada até que veja as dúvidas dissipadas.

Conheça os seguros associados

Os cartões de crédito costumam ter seguros associados. Por norma, tendemos a ignorá-los mas faz sentido que os conheçamos. Imagine que vai de viagem e precisa de um seguro de acidentes, com grande probabilidade já o tem no seu cartão de crédito. Isto faz com que poupe muito dinheiro sem se dar conta.

Guarde os contatos de emergência

Deve ter guardados e em fácil acesso os contatos de emergência, para que possa bloquear o seu cartão em caso de roubo ou de extravio. Evita assim que utilizem o seu cartão de forma fraudulenta.

Opte pelo pagamento a 100%

Para evitar juros, deverá pagar sempre a dívida a 100%, a tempo e horas. Evite juros.

Se não pagar a 100%…

Se não conseguir pagar a dívida a 100%, sugerimos que procure todo o dinheiro disponível para liquidar a dívida o mais rápido possível.

Faça contas

Antes de decidir por pagamentos fracionados, sugerimos que faça as contas de quanto lhe irá custar aquela compra, considerando o valor inicial e o valor dos juros que terá de suportar. Talvez assim ganhe uma motivação extra para não fazer compras a crédito.

Encargos em caso de incumprimento

O incumprimento de pagamentos de cartão de crédito é algo muito comum, mesmo que tenhamos boa capacidade financeira. Imprevistos acontecem e algumas financeiras jogam muitas vezes com a desorganização dos seus clientes para lhes imputarem estes encargos por incumprimento.

Assine o cartão de crédito

Todos os cartões de crédito devem ser assinados, para que no momento de utilização a assinatura seja cruzada com a assinatura do seu cartão de cidadão. É um segundo fator de segurança que está lá para proteger a sua conta bancária.

Confirme o valor da transação antes de pagar

Pode acontecer que nos estejam a cobrar mais dinheiro do que o devido tanto no cartão de crédito como nas outras formas de pagamento. No entanto, não deixa de ser prudente olharmos para a conta antes de pagar.

Não perca o cartão de crédito de vista

Quando for fazer o pagamento, não perca o cartão de vista, evitando assim o risco de ver o seu cartão clonado.

Guarde os comprovativos

Sugerimos que guarde os comprovativos das compras que fizer para que possa comparar e analisar o extrato da conta cartão. É provável que não se lembre de todas as compras que faz, pelo que os comprovativos ajudarão para evitar compras desconhecidas.

Se não precisa, não compre

Uma dica genérica de finanças pessoais. Se não precisa de algo, não o compre. Saiba que ao usar o cartão de crédito não sente a dor do pagamento, pelo que o critério na compra acaba por ser menor, levando ao arrependimento e aos armários cheios de roupa que não utiliza.

Se perder o controlo

Se perdeu o controlo da utilização do cartão de crédito, deverá destrui-lo e evitar entrar em situações de pedir mais crédito para pagar prestações. O caminho passará pela consolidação de créditos ou pela reestruturação. No entanto, o primeiro passo é mesmo deixar de usar o cartão.

A utilização correta do cartão de crédito é essencial para que consiga tirar melhor partido desta ferramenta financeira. Assim, todo o cuidado é pouco. Deve estar atento para evitar estar a pagar demasiado por uma compra. Se entrar em situação de descontrolo, peça ajuda.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro