Como pagar a lua-de-mel sem se endividar?

0
45

Neste artigo vamos abordar o tema da lua-de-mel aconselhando o leitor a seguir algumas ideias que o ajudarão a poupar. É importante seguir algumas diretrizes para poder pagar a lua-de-mel de maneira confortável.

1. Dizer ao mundo que se está casado

Alguns descontos podem ser obtidos pelo simples facto de revelar que está casado de fresco. Hotéis e restaurantes ficam, por vezes, mais acessíveis por saberem que estão a receber uma lua-de-mel. Os amigos que pertencem a esses ramos também podem abrir excepções.

Qual é a empresa que não fica contente pelos seus clientes serem contagiados por um caso fresco de verdadeiro amor? Os noivos contagiam e isso ajuda o negócio.

2. Conta-poupança para pagar a lua-de-mel

Uma conta-poupança é útil em variadíssimos casos. Numa lua-de-mel não é excepção. Para poder financiar pelo menos parte da lua-de-mel convém criar uma conta-poupança.

3. Pequena lua-de-mel

Aposte numa pequena lua-de-mel. Duas semanas é muito tempo como fazem alguns casais. A cerimónia mais importante já foi. Não ponha na sua cabeça que a sua viagem de sonho tem de ser feita na lua-de-mel. Terá tempo de sobra e mais dinheiro para fazer a sua viagem de sonho no futuro. Escusa de se endividar e ainda mal casou.

4. Ponderar bem o local de lua-de-mel

Como costumo dizer, é fulcral ponderar a qualidade-preço. Viajar no estrangeiro não é como viajar em Portugal. Gasta-se muito mais no previsto e há mais imprevistos. Desta feita, se pretende ir para o estrangeiro (como é expectável) escolha um sítio mais barato, com voos lowcost, dentro dos vários sítios espetaculares que há para visitar.

Volto a repetir, não convém endividar-se com a lua-de-mel.

5. Cartão de crédito para pagar a lua-de-mel?

Cartão de crédito pode ser útil. Milhas, bónus de inscrição, pontos para estadia em hotéis. Sei que o cartão de crédito pode assustar um pouco porque costuma ter altas taxas de juro. De qualquer das formas, se for bem utilizado pagando o dinheiro que usou antes do “dia de pagamento”, é uma aposta que pode render.

Pesquise os benefícios cuidadosamente e decida.

Por último, aconselho a ler outros artigos de viagem como “9 dicas para viajar” ou “12 ideias para viajar com crianças em família”

Avalie este artigo

Deixe um comentário

avatar
  subscrever  
Notificação de