Os Dois D dos Investimentos

Investir Poupar Dinheiro

Os Dois D dos Investimentos

2 min Partilhar 27 de Maio, 2016

Search
Generic filters
Exact matches only
dicas-investimentos

Temos dedicado a nossa atenção a um conjunto de temas que abordamos no nosso Ebook de Investimentos (Gratuito). Já falámos de algumas características pessoais para ter sucesso duradouro. Neste artigo iremos falar-lhe dos dois D’s dos investimentos: O desprendimento e a disciplina.

 

Para Que Serve o Dinheiro?

Antes de começarmos a investir temos de saber para que serve o dinheiro. Para que queremos mais dinheiro? Quais os nossos objetivos? Pode parecer uma conversa algo despropositada mas é fundamental saber qual o papel que o dinheiro tem na nossa vida. Infelizmente, muitas pessoas usam o dinheiro como um FIM em si mesmo e não como um meio para chegar a esse fim. Logo, acabam por viver em função do dinheiro, tornando-se escravos do trabalho e do consumismo.

Desprendimento

Referimos anteriormente que o dinheiro serve um propósito. Para uns basta a segurança financeira. Saber que têm dinheiro para viver com conforto e sem preocupações. Outros pretendem ter dinheiro para viver de rendimentos. Outros ainda querem usar o dinheiro para investir em algum pequeno negócio. Cada um tem os seus objetivos. E isso é bom.

O dinheiro para os investimentos deve ser dinheiro que não nos faz falta. Obviamente que todo o dinheiro faz falta mas não devemos precisar desse dinheiro para viver. Isto porque se o vamos arriscar devemos ter a segurança de saber que não teremos de vender os nossos investimentos para fazer face a alguma despesas. Viver desprendido é viver livre. É viver longe da ganância. É estar afastado da necessidade de ganhar muito dinheiro em pouco tempo (recordo-me muitas vezes da imagem dos “novos ricos”).

Disciplina

O mundo dos investimentos não se compadece da falta de disciplina dos seus participantes. Se não tiver disciplina com grande probabilidade irá cometer erros que facilmente poderia ter evitado. Não é fácil, pois o dinheiro traz consigo muita emoção. Muito medo e muita ganância. No entanto, se formos humildes iremos perceber que as nossas capacidades de adivinhação são diminutas. Logo, temos de criar ferramentas e mecanismos para controlarmos as nossas decisões em momentos de stress.

É certo que viver deste modo nos investimentos irá ser pouco interessante no curto prazo. Isto porque estamos a tirar a emoção toda do processo. No entanto, há medida que o tempo irá passando e que os resultados surgem, ganhamos muito mais dinheiro e vemos algumas portas a abrir. Aumentamos a nossa liberdade. Conseguimos atingir outros objetivos. Objetivos que achávamos impossíveis de atingir.

Ganhar dinheiro é bom. Perder dinheiro é mau. Mas é péssimo perder dinheiro e não aprender com os erros. E para isso é necessário o desprendimento e a disciplina. Simples? Nem por isso 🙂



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro