Qual a melhor conta à ordem em Portugal?

Finanças Pessoais

Qual a melhor conta à ordem em Portugal?

4 min Partilhar 20 de Outubro, 2021

Search
Generic filters
Exact matches only
melhor conta à ordem

Quer saber qual a melhor conta à ordem para o seu caso específico e não sabe por onde começar a sua análise? Neste artigo vamos refazer por completo a nossa análise sobre as contas à ordem e ajudá-lo a refletir na melhor escolha.

Tudo começa nas suas necessidades

O primeiro ponto a que deve dar resposta é perceber quais são as suas necessidades para a escolha de uma conta à ordem. Este ponto é essencial pois podemos ter mais do que uma conta ou, em alternativa, fazer toda a nossa gestão financeira numa única conta (algo que não recomendamos). Assim, saiba que existem diferentes bancos para as diferentes necessidades:

  1. Procura uma solução flexível e barata para a gestão do dia-a-dia?
  2. Precisa de um banco para gerir as suas poupanças e os seus investimentos?
  3. Quer um banco generalista e que tenha uma oferta equilibrada nas várias áreas?
  4. Está à procura de um crédito habitação?

Estas e outras necessidades podem ser respondidas com recurso a um ou mais bancos. Aliás, para algumas pode também recorrer a companhias de seguros.

Em que consistiu a nossa análise?

Decidimos fazer uma alteração profunda na nossa análise às contas à ordem em Portugal. Na realidade, consultámos a oferta dos principais bancos a operar em Portugal, tendo analisado alguns critérios:

  • Solidez da instituição financeira, sabendo que estes bancos são regulados pelo Banco de Portugal e que deverão, à partida, ser seguros;
  • Montantes mínimos de abertura de conta, sendo que este não é um critério relevante para a maioria das pessoas;
  • Comissão de gestão ou de manutenção de conta;
  • Taxa de juro associada às facilidades de descoberto autorizado;
  • Outros benefícios associados.
  • Agressividade na oferta de crédito;
  • Leque de produtos/serviços que disponibiliza nas várias áreas (gestão diária, cartões de crédito, poupança, seguros, etc.).

De notar que antes nos focávamos muito no preço (comissão de gestão/manutenção), o que acabaria por ser redutor.

Reflexões preliminares

Da pesquisa que fizemos aos vários bancos, concluímos mais uma vez por algo que deverá ter noção. A oferta geral da banca não se diferencia minimamente. Por outras palavras, tirando um ou outro pormenor, as contas bancárias são todas iguais. Sim, poderá ter uma conta com descontos em hotéis ou ter uma conta que lhe confira uma redução no spread do crédito habitação. No entanto, a oferta é muito semelhante, porque inovar nesta área é muito difícil. Aliás, a disponibilização de contas à ordem não é algo que deva ser diferenciador na oferta do banco. Não deve ser fator de escolha. Outros fatores deverão ser considerados. Mas já lá iremos.

Uma segunda reflexão em jeito de conclusão é que as contas à ordem estão, cada vez mais, a associar-se a planos de benefícios com uma conta bancária associada. Isto porque os serviços de oferta são idênticos (movimentação de fundos, pagamentos, acesso ao MBWAY, transferências bancárias) e o fator de “diferenciação” são os descontos e benefícios extra. Ou seja, em troca de um pagamento mensal, temos acesso a descontos e benefícios. Estranho, não é?

Vale a pena pagar para ter benefícios?

Aqui chegados, devemos procurar responder a esta questão. Será que faz sentido pagar uma comissão de manutenção de uma conta bancária apenas e só para ter acesso a benefícios no combustível ou nos seguros? Esta pergunta faz sentido se considerarmos que há bancos que não têm estes benefícios mas que não nos cobram estas comissões bancárias.

Dito isto, não significa que os benefícios não compensem a comissão bancária que pagamos. Se usarmos bem os descontos no combustível ou nos hotéis, iremos ter benefícios que superam largamente o custo mensal que pagamos.

Qual a melhor conta à ordem?

Feitas as reflexões acima, estamos em condições de pensar no melhor banco para a conta à ordem, que dependerá dos objetivos que elencamos acima.

Procura uma solução flexível e barata para a gestão do dia-a-dia?

Se a sua única preocupação são os recebimentos e pagamentos, poderá optar por um banco que não lhe cobra comissões de manutenção (destacamos o ActivoBank ou o Bankinter). Se valoriza os planos de descontos, a solução do Mundo 1,2,3 do Santander pode ser relevante, que lhe confere descontos em seguros (embora possa fazer mais sentido recorrer a um mediador profissional), em combustível, ou cash-back de algumas despesas).

Precisa de um banco para gerir as suas poupanças e os seus investimentos?

Nem todos os bancos têm uma oferta diversificada no que toca à poupança e ao investimento. Se falamos de poupanças, a banca está a dar-nos atualmente zero ou perto disso nos depósitos a prazo pelo que poderá valorizar soluções de companhias de seguros (para produtos com taxa garantida). Para soluções de investimento, sugerimos que procure bancos que lhe permitem ter acesso a gestoras internacionais, sendo que aqui destacamos o BancoBig (que não é um banco para o dia-a-dia) ou o ActivoBank (com a oferta do antigo Banco7).

Quer um banco generalista e que tenha uma oferta equilibrada nas várias áreas?

Se a sua preocupação é centrar a sua relação bancária num único banco, poderá optar pelo Bankinter, que lhe permite acesso a uma conta bancária remunerada, acesso a soluções de investimento e ausência de comissões bancárias. Tem também uma oferta sólida ao nível do crédito habitação, se bem que exige mais capitais próprios. Por outro lado, o ActivoBank não remunera a conta à ordem mas não cobra comissões, tem boas soluções de investimento e potencia-lhe o acesso ao crédito habitação do MillenniumBCP.

Está à procura de um crédito habitação?

Um dos motivos pelos quais escolhemos um banco costuma ser a escolha do crédito habitação. Na prática, escolhemos o crédito habitação e não a conta à ordem. Neste caso, saiba que existe uma oferta de tabela (que poderá consultar na nossa análise do melhor crédito habitação) e que a Reorganiza lhe permite acesso a propostas mais agressivas no que toca ao custo global (spread e seguro de vida). Dito isto, se procura uma conta à ordem para vir a ter acesso ao crédito habitação em condições mais favoráveis (criar histórico, por exemplo), poderá optar pela CGD ou mesmo pelo BancoBPI.

Qual a conta à ordem a escolher?

Como percebemos, não existe uma solução que seja a melhor para todas as situações. Somos adeptos da especialização e acreditamos que faz sentido ter um banco para o dia-a-dia e um banco para as poupanças e investimento. Com estas duas contas conseguimos aumentar a probabilidade de atingir os nossos objetivos, especialmente se constituirmos um programa de entregas programadas para a nossa conta de poupança. Assim sendo, poderá fazer sentido optar por uma solução sem custos no dia-a-dia e outra de investimento. Na dúvida, ActivoBank!



Comments (8)
  1. Sérgio Pinheiro Durães Reply

    O Banco CTT actualmente já cobra comissóes de manutenção, pelo que esta informação acerca do mesmo está incorrecta.

    1. Hugo Reply

      A informação está correta. É datada de Abril de 2019.

  2. Paulo Gomes Reply

    A informação não está correcta, pois o banco ctt iniciou subrepticiamente a cobrança de anuidade pelo cartão de débito (15€), aproveitando assim para embolsar seguramente uma boa maquia, apanhando desprevenidos os clientes. Eu encerrei de imediato a conta, mas claro que os 15€ “voaram” irremediavelmente. Enfim, a chamada “esperteza saloia”, que neste caso resultou em pleno.

    1. João Barbosa Reply

      Bom dia Paulo

      A informação está correta à data em que o artigo foi escrito. Teremos de o atualizar em breve.

      Obrigado pelo seu comentário

  3. Maria Coelho Reply

    Fazendo um update : O MillenniumBCP cobrou em 2020 a comissão de disponibilizaçao de cartão de crédito com o valor 18,72 e manutenção de conta à ordem de 5,41

  4. GF Reply

    O big está a pedir um mínimo de 2000 de depósito inicial

    1. João Barbosa Reply

      Bom dia

      A informação disponível no site do Banco aponta para que o mínimo para o depósito inicial de 1% é de €500.

      Cumprimentos


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro