Um Fundo de Emergência é um Fundo de Emergência

Finanças Pessoais

Um Fundo de Emergência é um Fundo de Emergência

2 min Partilhar 28 de Novembro, 2012

Search
Generic filters
Exact matches only
fundo de emergência

Todos os que se preocupam com a estabilidade e equilíbrio das suas finanças pessoais, não só no presente como também no futuro, já compreenderam a importância de um fundo de emergência. Já falamos diversas vezes sobre a importância de um fundo de emergência, no entanto, continuo a ouvir em conversas com amigos e familiares que possuem este tipo de solução nas suas finanças, que tiveram de resgatar parte desse fundo para despesas inesperadas mensais.

Meus amigos, um fundo de emergência é um fundo de emergência, logo apenas deverá ser utilizado para situações de emergência e não para situações que devem estar previstas nos vossos orçamentos mensais. Se num determinado mês uma categoria de despesa sofre uma variação inesperada é porque essa categoria não está bem classificada.

Por exemplo, as despesas inesperadas ocorrem com maior frequência na categoria automóveis, onde estas apenas prevêem despesas com combustível, portagens, seguros e outros. Nesta categoria existem muitas outras despesas que apesar de não mensais acontecem com regularidade ao longo de um ano, como por exemplo, revisão, inspeção e até mudança de pneus em alguns casos. Isto não são despesas inesperadas são sim despesas variáveis que devem estar previstas no vosso orçamento.

Existem ainda outros exemplos, vejamos as despesas com energia na vossa habitação, que apesar de uma regularidade mensal, existem despesas que ocorrem só num período determinado, como por exemplo, despesas com aquecimento da habitação.

Fundo de Emergência

Voltando ao fundo de emergência consideremos três dicas fundamentais para que este seja apenas utilizado em motivos de emergência.

Escreva na sua Poupança “Fundo de Emergência”

Sim, a sua poupança deve ter mencionado “fundo de emergência” e até a citação “Utilizar apenas em caso de emergência”. Mas seja mais específico e descreva claramente as situações que ele deve ser utilizado, como por exemplo:

“Utilizar apenas no caso e doença, desemprego, bem-estar familiar, entre outros.”

Ao colocar por escrito as razões pelas quais pode utilizar o seu fundo de emergência está assumir o compromisso consigo. Está a definir e a estabelecer definitivamente a importância de um fundo de emergência.

Faça uma Correta Gestão do seu Orçamento Mensal

Classifique corretamente as diversas categorias de despesas e receitas do seu orçamento mensal e procure alocar corretamente fundos para cada uma categoria de despesas sem esquecer que as despesas inesperadas podem ocorrer a qualquer momento do tempo.

Coloque o seu Fundo de Emergência com Acesso Moderado

Hoje as aplicações informáticas dos bancos permitem que transfira dinheiro da sua conta poupança para a sua conta ordem, e vice versa, sem grande dificuldade. Esta possibilidade pode o levar a movimentar o seu fundo de emergência para propósitos contrários ao mesmo. Sejamos sinceros, se o acesso ao seu fundo de emergência for dificultado provavelmente não o irá utilizar.

Costumo ouvir que “Quando não houver dinheiro não há mais compras” e concluo, se é possível viver um período de tempo sem dinheiro pois este acabou, também é possível viver um período de tempo sem gastar dinheiro, mesmo este não estando existindo. No fundo de emergência ele apenas existe para situações de emergência, logo não existe para mais nada. Colocando numa poupança com acesso moderado, como por exemplo, num depósito a prazo num qualquer banco online onde o levantamento de dinheiro não é assim tão simples, pode ser um bom indicador de moderado acesso.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro