Resgatar o seu PPR – Como Resgatar o PPR

Investir

Resgatar o seu PPR – Como Resgatar o PPR

2 min Partilhar 17 de Agosto, 2014

Search
Generic filters
Exact matches only
hábitos financeiros

Tem crescido com o tempo e com as notícias/debate recente sobre a sustentabilidade da segurança social, a preocupação das famílias em assegurar o seu futuro financeiro. Na prática, a elevada atratividade dos planos poupança reforma no que diz respeito à tributação (taxas de imposto muito mais baixas e pagamento apenas no momento do levantamento) tem trazido de volta muitos dos adeptos que haviam desistido destes produtos.

Por Que Tem Crescido a Procura de Informação Sobre Os Resgates de PPR?

A crescente procura de informação é resultado de um conjunto de fatores, sendo o mais importante a continuação dos impactos e do desgaste desta crise financeira nas vidas das famílias. Infelizmente e apesar da retoma económica em Portugal, ainda podemos esperar alguns anos de sacrifício para as famílias. Outros fatores que podem ser referidos serão o período de férias com o acréscimo de custos que lhe é característico (vemos muitos pedidos de crédito para esse efeito) e um último a dificuldade em cortar custos e controlar os orçamentos familiares.

É Possível Resgatar o PPR Para Pagar o Crédito Habitação?

A legislação recente vem tornar possível o resgate dos PPR para efeitos de pagamento de prestações de crédito habitação. Neste contexto, o dinheiro não é depositado na sua conta mas antes é retirado todos os meses o equivalente ao valor da prestação do crédito habitação. Não tem o total controlo sobre o seu dinheiro mas garante que cumpre a finalidade que é o pagamento do crédito.

Existem outros fatores que evitam a penalização fiscal em caso de resgate do plano poupança reforma. Em todas as outras situações é possível levantar o seu PPR livremente, apesar dos impactos ao nível das penalizações fiscais (que são bastante pesadas).

Faz Sentido Levantar o PPR?

Na prática pode fazer sentido levantar o seu plano poupança. No entanto, sugerimos que faça uma análise cuidada e que veja se existem alternativas que apesar de exigentes lhe permitem manter a sua poupança para a reforma. Muitas vezes, pequenas alterações de hábitos e comportamentos podem permitir baixar custos de forma significativa.

Antes de se decidir pelo resgate do PPR, sugerimos que veja se é possível reduzir as suas prestações mensais por intermédio da renegociação de crédito ou mesmo pela consolidação dos seus créditos.



Comments (2)
  1. José Manuel Silva Tavares Reply

    Prezados senhores,
    Venho muito respeitosamente informar a V/Excias., que na semana passada, enviei um email, onde mencionei todos os dados, ( data de inicio e final, capital atual do meu PPR ). Afim de efetuarem a simulação do resgate do mesmo, cuja finalidade é efetuar o pagamento do crédito habitação, junto do mesmo banco. Contudo, à data, não fui recebedor de qualquer resposta.

    Com os melhores cumprimentos,
    José Manuel Tavares

    1. José Manuel Silva Tavares Reply

      Prezados Senhores,
      Venho mui respeitosamente informar a V/Excias., que na semana passada, enviei um comentário, onde mencionei todos os dados do meu PPR, ( data de inicio e final e o capital atual ). Onde solicitava a simulação do resgate e quais as possíveis penalidades com a referida operação, cuja finalidade era a liquidação do Crédito Habitação, junto do mesmo banco. Contudo, à data não fui recebedor de uma resposta de Vossa parte.

      Ciente que esta minha inquietação irá merecer de Vossa parte a melhor recetividade, subscrevo-me com elevada estima e consideração.
      Atenciosamente
      José Manuel Tavares


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Em que podemos ajudar?

Outro