Seguro De Vida Do Crédito Habitação: Facultativo Ou Obrigatório?

Seguros

Seguro De Vida Do Crédito Habitação: Facultativo Ou Obrigatório?

2 min Partilhar 3 de Janeiro, 2017

Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Seguro auto

Existem seguros obrigatórios e seguros facultativos, estes distinguem-se pela existência ou não de imposição legal de contratação do seguro. Veja neste artigo se é facultativo ou obrigatório ter um seguro de vida de crédito habitação.

Será que o seguro de vida do crédito habitação é facultativo ou obrigatório? Se hoje chegar ao seu banco e pretender fazer um crédito habitação eles aceitam fazer-lhe o financiamento sem seguro de vida?

O que é o contrato de Seguro de vida?

O seguro de vida cobre o risco de falecimento ou em situação de incapacidade absoluta definitiva ou incapacidade total permanente da pessoa segura, podendo ainda ter coberturas complementares, que podem variar de seguradora para seguradora. Sugerimos que leia o artigo que dedicámos à diferença entre a ITP e a IAD.

Seguros obrigatórios e Seguros  Facultativos

São seguros obrigatórios, por exemplo:

  • Seguro de Responsabilidade Civil Automóvel (seguro automóvel contra terceiros)
  • Seguro de Trabalho de trabalhadores por conta de outrem
  • Seguro de Incêndio e elementos da natureza para edifícios em regime de propriedade horizontal.

São seguros facultativos, por exemplo:

  • Seguro de Vida do crédito pessoal
  • Seguro de vida do Crédito habitação
  • Seguros de Saúde

Porquê fazer um crédito habitação com seguro de vida?

Fazer um seguro de vida pode ser uma decisão de grande prudência. Tendemos a não gostar de seguros, especialmente de seguros de vida e seguros automóvel. No entanto, esquecemo-nos que os seguros existem para proteger financeiramente determinados factos.

No caso do crédito habitação, o seguro de vida cobre a perda de rendimento, seja por uma situação de morte seja por uma doença altamente debilitante. Este acontecimento irá ter impactos expressivos na vida financeira da família, pelo que pode ser prudente precaver-se desta situação (aqui podemos pensar que não faz muito sentido pagar mais pelo seguro de vida do que pela prestação… mas aí talvez faça todo o sentido mudar o seu seguro para outra companhia de seguros?)

Posto isto, o seguro de vida servirá para transferir ou partilhar o risco económico de possíveis fatalidades, que podem incorrer em situações de incumprimento e degradação da qualidade de vida do agregado familiar.

O Banco Tem Opção?

Acontece muitas vezes que não sendo obrigatório, o banco exige uma garantia adicional. na prática, esta “garantia adicional” mais não é do que uma forma de obter um rendimento adicional. Uma forma de nos vender mais um produto. Podendo não ser obrigatório por lei, o banco pode recusar-se a dar-lhe o crédito. Enfim, são as regras do jogo. Se já tem o seu crédito habitação, poderá sempre mudar de seguradora… ou então, tentar transferir o seu crédito habitação e com isso poupar no seguro de vida e no spread…



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros